João Pessoa
Feed de Notícias

Emater apóia produção de farinha e goma de mandioca em Lagoa Seca

quarta-feira, 21 de outubro de 2009 - 18:03 - Fotos: 

Com a participação da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB), que elaborou o projeto e capacitou produtores rurais em produção de farinha e goma, será inaugurada nesta quinta-feira (22) na comunidade Almeida, em Lagoa Seca, região administrativa de Campina Grande, uma unidade de processamento de mandioca.

O empreendimento, denominado Centro Comunitário de Produção, vai beneficiar cerca de 60 famílias que irão trabalhar no fabrico de farinha, goma de tapioca e massa para produção de beiju. A estimativa é que a entidade produza 1.000 quilos desses insumos por dia.

A inauguração, com início previsto para 10h, contará com a presença de autoridades estaduais, como o presidente da Emater, Hermano Araújo, além de representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Lagoa Seca.

O custo total do empreendimento foi de R$ 560 mil, sendo 500 mil para obra física e 60 mil destinados ao maquinário. Os recursos vieram do Governo Federal (por meio da Eletrobrás), do Governo do Estado e da Energisa.

Segundo os dirigentes da unidade, a intenção é transformá-la futuramente em cooperativa, para melhor atender aos agricultores familiares na geração de emprego e renda e, consequentemente, na melhoria da qualidade de vida.

Capacitação – Esta semana, o articulador da rede de agroindústria e assessor estadual da cultura de mandioca da Emater, Genival Soares, capacitou 20 produtores rurais da região em processamento de farinha e goma. Desse total, 10 vão se dedicar ao cultivo da raiz de mandioca e 10 a fabricação dos produtos.

Já a extensionista social da Emater, Gláucia Gusmão, está ministrando curso sobre associativismo, envolvendo a organização da comunidade Almeida quanto à produção, gestão e comercialização dos produtos da mandioca.

Lourdinha Araújo, da Assessoria de Imprensa da Emater-PB