Fale Conosco

13 de novembro de 2012

Em Monteiro: 300 famílias são beneficiadas com cisternas de alambrado



Cerca de trezentas famílias de agricultores da região de Monteiro, no Cariri, estão sendo beneficiadas com a construção de cisternas de telas de alambrado, que são mais resistentes e sustentáveis durante o período de estiagem. A ação é  coordenada pelo Projeto Cooperar, que visa oferecer auxílio ao homem do campo. Nas estiagens as cisternas recebem água dos carros-pipa e muitas famílias não tinham onde fazer o armazenamento. O investimento total é de aproximadamente R$ 700 mil.

Estão sendo beneficiadas cerca de quinze comunidades, entre elas a de Catolé, Picos e Limitão. “Os beneficiados estão cheios de expectativa, porque eles não tinham cisterna de nenhum tipo e agora vão poder receber a água”, declarou a presidente da associação que integra as três comunidades, Hélia Cristina da Silva Alexandre. “Apesar da seca, a população está animada porque a construção desse tipo de cisterna é mais rápida e logo, logo os carros-pipa vão abastecer as famílias”, informou.

Para o gestor do Projeto Cooperar, Roberto Vital, “esta é uma das ações que podem amenizar o sofrimento dos trabalhadores rurais neste período de seca. Vários setores do governo estadual estão empenhados em fazer com que os agricultores convivam com a estiagem de forma sustentável, o que acontece também com o Cooperar, a cisterna de tela de alambrado vai ajudar a muita gente”, disse.

A técnica é novidade no Cariri, que só tinha cisternas de placa, as chamadas tradicionais. A estrutura de tela de alambrado é menos vulnerável à contaminação. “Ela é totalmente externa, diferente da tradicional, que fica quase enterrada, por isso são mais seguras”, explicou Roberto Vital. Segundo ele, a ideia é agilizar as construções e garantir a segurança hídrica das comunidades beneficiadas o mais rápido possível.

 

Os pedreiros responsáveis pela instalação das cisternas estão participando de uma capacitação e já passam a construir as unidades.  Cada cisterna tem capacidade para 16 mil litros de água e recebe investimentos de R$ 2,6 mil do Governo do Estado.