Fale Conosco

7 de agosto de 2011

Em menos de 24 horas: Polícia desvenda morte de flanelinha em JP



Em menos de 24 horas, a Polícia Civil desvendou a morte do flanelinha Damião Rodrigues Sousa e prendeu o acusado, o soldado da Polícia Militar Francisco Fagner Mesquita. O crime foi registrado na madrugada do último sábado (6), no bairro Ernesto Geisel, em João Pessoa.

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Homicídios, Marcos Paulo Vilela, depois de assassinar a vítima, o soldado estacionou uma camionete no pátio do Hospital de Trauma da Capital, veículo em que foram encontrados uma pistola calibre 380 e munição. O calibre era o mesmo dos projeteis encontrados na vítima.

“Foi feita a consulta da numeração da arma e constatado que pertencia ao soldado. Ele foi preso na residência da mãe dele e confessou o assassinato”, explicou. Ainda segundo o delegado, o PM alegou ter praticado o crime porque o flanelinha teria roubado dele a pistola de dentro da camionete, enquanto o soldado estava em um bar no Geisel. “Ele disse que ao recuperar a pistola, foi ofendido pela vítima, que ainda tentou lhe agredir, o que ensejou os disparos”, acrescentou.

O policial militar foi autuado em flagrante e transferido para o 5º Batalhado da PM, onde deve permanecer à disposição da Justiça. O soldado também deve responder a processo administrativo e poderá ser expulso do Batalhão.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, garantiu que os desvios de conduta continuarão a ser combatidos na corporação. Segundo o coronel, este ano, três policiais militares foram excluídos por envolvimentos em crimes, respeitando-se o devido processo legal, a ampla defesa e o contraditório.