Fale Conosco

14 de junho de 2011

Ricardo retoma obras do PAC que estavam paralisadas



No início do atual governo do Estado, apenas uma das 24 obras do PAC na Paraíba estava em andamento. Praticamente todas se encontravam paralisadas em decorrência de deficiência de projetos, licenças ambientais, demandas judiciais, problemas de titularidade e imputações por par parte das auditorias do TCU de sobrepreço e de inconsistência técnica nos projetos básicos licitados.

Nos próximos 12 meses, prazo estipulado pelo governador Ricardo Coutinho, o Governo do Estado retoma as obras que estavam paralisadas e agora retomam seu curso normal, graças a diversas intervenções junto às empresas construtoras e, fundamentalmente, junto a Caixa Econômica Federal e ao Ministério das Cidades.  Para tanto, o governo vai investir quase R$ 100 milhões, sendo R$ 43,6 milhões nas obras de adutoras e mais R$ 50,7 em obras de esgotamento sanitário.

Uma das obras mais importantes do PAC no Estado está sendo retomada nesta terça-feira (14). Trata-se da Adutora Translitorânea. Com 28 km de extensão de águas vindas do Rio Abiai-Papocas, em Alhandra, a Adutora atingirá os municípios do Conde, Santa Rita, Bayeux, João Pessoa e Cabedelo.  Ricardo priorizou a conclusão da Estação de Tratamento de Gramame, principal foco desta retomada.  A primeira etapa de construção orçada em R$ 75 milhões, em recursos federais, garantirá água nas torneiras de 980 mil paraibanos com a construção de uma barragem de nível, duas estações elevatórias e um reservatório semi-enterrado de 5.000 m3.

As obras totalizam R$ 221,1 milhões de investimentos, e as de saneamento e abastecimento d’água estão sendo executadas em João Pessoa, Santa Rita e Campina Grande. Na capital, os serviços para regularizar o abastecimento atingem os bairros do Bessa, Valentina Figueiredo, Cidade Recreio, Praias do Seixas e Penha. Somente neste contrato o investimento será da ordem de R$ 3,9 milhões.

No município de Santa Rita onde estão sendo implantados anéis de distribuição d água e a execução de 500 novas ligações domiciliares com hidrômetros e substituição de 7.170 já existentes, o investimento é de R$ 2.2 milhões.

Já em Campina Grande, a implantação da adutora de água tratada com extensão total de 18.950,00m, instalação de válvulas controladoras de vazão na Estação de Tratamento e de mais 03 TAU, estão sendo investidos R$ 4,3 milhões.

Com relação às obras de esgotamento sanitário, elas estão localizadas em João Pessoa, Santa Rita, Cabedelo, Bayeux, Cajazeiras, Guarabira e Patos e totalizam investimento da ordem de R$ 50,4 milhões. Na Capital do Estado, as obras de implantação de rede coletora e ligações domiciliares estão sendo executadas nos bairros Cidade Universitária, Altiplano, Manaíra, Padre Zé, José Américo, Cruz das Armas, Funcionários I, José Américo/Laranjeiras, Comunidade Jardim Ester.

No município de Santa Rita, os recursos serão de R$ 3,3 milhões para a execução de 1.071 ligações em 4.82, 19m de rede coletora distribuídos em três sub-bacias e a execução de 1500 ligações domiciliares no bairro de Várzea Nova, e ainda mais R$ 3,6 milhões para a execução de 994 ligações em 7.946, 16 de rede coletora de 1.392 ligações intra-domiciliares, no bairro de Odilândia.

Em Cabedelo, os serviços de 1.9810 ligações em 16.464 de rede coletora, estações elevatórias, emissários de recalque e a execução de 1.230 ligações intra-domiciliares, o recursos investidos serão de R$ 7,3 milhões. No município de Bayeux, o montante é o mesmo para a implantação de um interceptor em Riacho Marés em Sanhauá, mas está em processo de licitação.

No município de Cajazeiras, os serviços são referentes à implantação de rede na Bacia Hídrica com 14, 417 m de extensão e execução de 1.202 ligações domiciliares e 1.692 ligações intra-domiciliares totalizando investimentos de R$ 3, 2 dos R$ 6,1 milhões já investidos. Em Guarabira, os serviços são relativos à implantação do esgotamento em três áreas, rede coletora, emissário de recalque, ampliação e melhorias do sistema de reatamento, cujo montante é da ordem de R$ 4,2 milhões. No município de Patos, estão em andamento os serviços de implantação de 12.466,95m de rede coletora e a execução de 1.039 ligações domiciliares e 1.598 intra-domiciliares representando um investimento de R$ 4, 2 milhões.