Fale Conosco

19 de janeiro de 2018

Educação Profissional avança na Paraíba, atesta números da SEE



O ano de 2018 traz números positivos que confirmam o avanço da Educação Profissional na Paraíba. O secretário Aléssio Trindade, destacou a evolução desta modalidade de ensino com a ampliação do número de estudantes inseridos na Educação Profissional. “Antes do governador Ricardo Coutinho iniciar o seu governo, em 2010, dos alunos que estudavam o Ensino Médio no Estado da Paraíba, apenas 1.210 faziam cursos de Educação Profissional. Em 2017 tivemos mais de 12 mil alunos fazendo Ensino Médio e estudando em cursos de Educação Profissional e no final de 2018 esse número chegará a 22.800 alunos! ”

À frente da gerência de Executiva de Educação Profissional (GEEMEP), Américo Falcone destacou os números do avanço na Paraíba. “Estou muito feliz porque conseguimos atingir a meta para 2020, já em 2017. A educação profissional cresceu até 2017, 890%! Saímos de 1.000 alunos para mais de 11.000. E este ano o crescimento vai chegar a 1.196% considerando de 2010 a 2018. Realmente, este é um avanço espetacular. Vamos passar de 1.000 para 22.000 matrículas no final de 2018, ou seja, meta atingida e planejamento para crescer ainda mais”, contou o gerente.

Os números refletem o investimento realizado pelo Governo do Estado no Ensino Médio e na Educação Profissional promovidos pela Rede Estadual de Ensino da Paraíba. O Ensino Médio na Paraíba é ofertado nos 223 municípios em 391 escolas, destas, 132 funcionam em tempo integral, atendendo a 1.048 alunos. As Escolas Cidadãs Integrais, que eram 33 em 2017, atendendo a 10.606 serão ampliadas para 100 com a oferta de 35 mil vagas em 25 municípios.

Pronatec – Desde o ano de 2015, foi implantado o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego na Paraíba. De 2015 a 2017 foram capacitados 4.774 alunos em cursos técnicos em concomitância com o Ensino Médio ou FIC, o que equivale a um aumento de até 588%.

MedioTec – Em 2017, a SEE iniciou as ofertas de vagas no MedioTec, somando 3.043 vagas demandadas para os alunos das Escolas Estaduais, sendo executadas também com parceiros ofertantes: UFPB, IFPB, FUNETEC, UNEPI e Escola Redentorista.

“Temos uma parcela da educação profissional no MédioTec, com diversos cursos nesse modelo, como operador de computador, assistente administrativo, artes visuais entre outros. Este ano serão 11 mil jovens envolvidos na educação profissional através do Pronatec”, ressaltou Américo Falcone.

O MedioTec ofertará vagas em cursos técnicos concomitantes ao Ensino Médio para alunos regularmente matriculados nas redes públicas de educação. O MedioTec tem como proposta o fortalecimento das políticas de Educação Profissional mediante a convergência das ações de fomento e execução, de produção pedagógica e de assistência técnica, para a oferta da educação profissional técnica de nível médio articulada de forma concomitante com as redes de educação e com o setor produtivo.

Simpósios de Educação Integrada – O objetivo desses encontros é criar na comunidade a ideia de como funciona uma escola cidadã integral e como ela pode ser integrada ao setor produtivo da região. “São convocados a participar as associações e todos os envolvidos no setor produtivo no município e na região como um todo”, explicou Américo Falcone.

Os encontros estão acontecendo em todo o Estado até o dia 31 de janeiro. “Nesses encontros vamos escutar a sociedade, o que eles acham que a região necessita mais”, disse Américo.

Este ano serão inauguradas seis novas Escolas Técnicas Estaduais nos municípios de Guarabira, Campina Grande, Serra Branca, Patos, Sousa e Itaporanga. “As seis escolas já inauguradas são um sucesso. Em Bayeux já formamos turmas nos cursos de Mecânica e Design de Móveis e em Mamanguape em Agronegócios e Manutenção e Suporte em Informática. Este ano teremos alunos formados em Vendas e Gastronomia na Escola Técnica de João Pessoa”, completou Américo.

Socioeducandos – A Secretaria de Estado da Educação (SEE) promove, em parceria com a Fundac, cursos profissionalizantes nas unidades socioeducativas do Estado. “A SEE e a Fundac fizeram uma parceria para oferecer cursos de qualificação profissional para os socioeducandos. Iniciamos o curso de Eletricista, Produção de Material de Limpeza e de Confeitaria em João Pessoa. Em Campina Grande teremos o curso de Eletricista”, concluiu Américo Falcone, ressaltando que todas as cinco unidades socioeducativas do estado oferecem cursos.