João Pessoa
Feed de Notícias

Educação orienta Conselhos sobre prevenção da violência nas escolas

sexta-feira, 9 de abril de 2010 - 13:17 - Fotos: 

Assuntos como bullying, pedofilia e proibição do trabalho infantil foram temas de reunião realizada na Secretaria de Estado da Educação e Cultura (SEEC), nesta sexta-feira (9), com representantes dos Núcleos de Acompanhamento da Gestão Escolar (Nages) das 12 Gerências Regionais de Educação e Cultura (GRECs), do Estado. O uso da chamada “pulseira do sexo” também foi um dos temas da pauta.

De acordo com a gerente executiva de Acompanhamento da Gestão Escolar da SEEC, Socorro Pinto, a orientação da Secretaria é que as escolas incluam nos seus regimentos e propostas pedagógicas, dispositivos que tratem da lei do bullying, da pedofilia, dentre outros, para que a instituição desenvolva ações junto aos conselhos que possam prevenir a violência contra a comunidade escolar.

A conseqüência do uso da pulseira, que é o abuso sexual, já está incluída na lei do bullying, que trata de atitudes de violência física ou psicológica intencionais ou repetitivas contra pessoas. Com o objetivo de coibir esses abusos, a SEEC, em conjunto com o Ministério Público e Universidade Federal da Paraíba (UFPB), desenvolvem o programa “Escola que Protege”, trabalhando ações que tratam da violência nas escolas.

Com relação ao uso da pulseira, Socorro Pinto disse que não há na Secretaria da Educação nenhuma determinação de proibir o uso, mas de trabalhar o tema a que ela se propõe junto às escolas, no caso a violência de forma mais ampla.

Janildes Andrade, da Assessoria de Imprensa da SEEC