Fale Conosco

16 de abril de 2012

Edson Ramalho selecionado para programa sobre neonatos do Hospital Samaritano de São Paulo



O Hospital da Polícia Militar General Edson Ramalho (HPMGER), vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (SES), foi um dos 12 hospitais selecionados em todo o país pelo Hospital Samaritano de São Paulo para participar do ‘Programa de Desenvolvimento Organizacional e de Apoio à Gestão e Assistência em Ênfase em Unidades de Terapia Intensiva Neonatal e Pediátrica’. A capacitação vai acontecer nesta terça (17) e quarta-feira (18), em Brasília (DF). Na sexta-feira (23), a instituição vai realizar, em João Pessoa, o 3º Simpósio de Neonatologia do Hospital.

No último dia 9, o Hospital inaugurou a Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (UCI) com quatro leitos. O objetivo é seguir as orientações do Ministério da Saúde para reduzir a taxa de mortalidade entre neonatos. Vão representar o HPMGER no programa do Hospital Samaritano de São Paulo o diretor geral, coronel Thaelman Dias de Queiroz, a tenente Vanusa Nascimento Sabino Neves e a médica Maria das Neves Batista Chianca.

O 3º Simpósio de Neonatologia do Hospital da Polícia Militar General Edson Ramalho coincidirá com o aniversário de dois anos de funcionamento da Unidade Neonatal, que atende, em média, 15 bebês por mês. De acordo com a tenente Vanusa Sabino, o tema do simpósio será relacionado aos cuidados multiprofissionais na unidade neonatal. “Vamos ter a parte científica e também a parte de exposição dos projetos desenvolvidos no hospital, como a musicoterapia, a terapia em redinhas e ofurô”, comentou.

O evento vai acontecer no auditório do Conselho Regional de Medicina (CRM-PB), a partir das 8h. “É um evento multiprofissional e humanizado. Também vamos prestar homenagens a pessoas que contribuíram para o exercício do trabalho médico direcionado aos neonatos, como o presidente do CRM, João Gonçalves de Medeiros, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Euller de Assis Chaves, e a presidente da Sociedade Paraibana de Pediatria, Kátia Laureano”, adiantou o diretor geral do hospital, coronel Thaelman Dias de Queiroz.