João Pessoa
Feed de Notícias

Edição especial do Music From Paraíba tem seis bandas de rap locais e participação de Emicida

quinta-feira, 20 de agosto de 2015 - 12:42 - Fotos:  Divulgação

O projeto permanente Music From Paraíba 2 terá uma edição especial no próximo dia 29, encerrando a programação do Mês da Juventude, lançado no dia 13 de agosto pelo Governo do Estado. O evento, que acontece a partir das 17h no Espaço Cultural José Lins do Rego, traz seis representantes paraibanos do rap que integram a coletânea que leva o mesmo nome do projeto. As atrações locais são duMATU, General Frank, Pablo Scobá Dub, Família Z.O, Grupo Equilíbrio e SH Torres. O show principal da noite é com o rapper Emicida (SP). A entrada é a doação de um livro em bom estado. O material arrecadado será entregue às unidades da Fundac.

Organizado pela Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), por meio da sua coordenação de música, o show do dia 29 será a primeira edição do projeto Music From PB dedicado ao hip hop. Existe a previsão de uma segunda ação semelhante contemplando artistas do rap que estão na coletânea e não estão escalados para o primeiro.

Emicida – Em João Pessoa, Emicida vai apresentar o show com canções do seu álbum recente, “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa”, que tem faixas gravadas em Angola e Cabo Verde. De acordo com o release de apresentação do músico, mais do que uma vontade antiga, botar os pés na África era para Emicida quase um chamado de sua ancestralidade. Há anos, sem nem imaginar que o projeto se transformaria em um capítulo de sua carreira, o músico vinha pesquisando o continente, seus ritmos, seu povo, sua história e de que maneira ela se funde com a do Brasil, a história que nunca foi contada nos livros da escola.

Em 2015, ano em que Emicida celebra sua primeira década de carreira, ano em que países da África lusófona celebram 40 anos de independência, tudo conspirou, incluindo a seleção do projeto pelo programa Natura Musical, para que o músico conseguisse, ao lado do produtor do álbum, Xuxa Levy, desembarcar em Cabo Verde e Angola, e não à toa ele escolheu países de língua portuguesa.

“Durante a viagem, esses pontos do título foram imagens muito fortes na minha mente: crianças sorrindo, quadris dançando, pesadelos em volta deles, tentando roubar a alegria que lhes restou, e no meio de tudo isso cada um cumpria suas obrigações, fazia sua lição de casa. Achei que no meio de tanta informação poderia ter um título que apontasse essas imagens todas, como uma lista de coisas que encontrei”, diz Emicida.

Em “Mufete” – nome de um prato típico de Angola –, Emicida traz no refrão quebradas das cidades que visitou. A percussão na faixa fica a cargo de João Morgado, conhecido instrumentista de semba, ritmo africano considerado por muitos o pai do samba. Outro angolano no disco é Ndu Carlos, na bateria em “Passarinhos; na bateria e dikanza em “Chapa”, e na percussão em “Mandume” e “Madagascar”. De Cabo Verde, marcam presença em “Chapa” as Batucadeiras do Terreiro dos Órgãos, representantes do batuko, ritmo símbolo da cultura cabo-verdiana. “Casa” tem um coral de crianças da escola Penta Grana.

Guitarrista de Cesária Évora por 14 anos, Kaku Alves aparece na guitarra em “Passarinhos”, no violão em “Madagascar” – faixa que também tem a cantora Fattu – e no violão e no cavaco em “Chapa”. Destaque ainda para “Mãe”, com Anna Tréa e dona Jacira, em mais uma participação com o filho – ela já havia aparecido em “Crisântemo”, de “O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui” (2013).

Completando o time de convidados estão Vanessa da Mata (“Passarinhos”), Caetano Veloso (“Baiana”) e também novos nomes do rap, como J. Ghetto (“Boa Esperança”) e Drik Barbosa, Rico Dalasam, Amiri, Raphão Alaafin e Muzzike (“Mandume”). O poeta Marcelino Freire foi convidado por Emicida para interpretar seu poema “Trabalhadores do Brasil”, do qual o rapper é fã.

General Frank – Começou na década de 90, quando fez parte do movimento mangue-beat pernambucano. Teve sua primeira obra assinada pela extinta Paradoxx Music com a gravação de CDs. Recife Rocha Mangue (Caranguejo Records), Juventude Legal, Rock da Cidade (Radio Cidade and Paradoxx music ) e Rock na Praça participaram do CD e DVD Pernambuco em Concerto e do CD Música de Paraíba. Na coletânea Music From Paraíba participa com a faixa Tempo Bom.

SH Torres – No documento de identidade se lê Sheyson da Silva Torres, mas na cena hip hop paraibana ele é conhecido como o rapper SH Torres. Atua no cenário local como MC desde 1999.  Começou sua trajetória com o grupo Realidade Periférica. Com o fim do grupo recebeu o convite do Dj e produtor Til Dal para participar do grupo Reação da Periferia, onde permaneceu durante cinco anos, participando de eventos importantes no Estado, como o Nordeste Independente 2013 e várias edições do Festival Mundo.

Pablo Scobá – Pablo Roberto, nascido na cidade do Rio de Janeiro e radicado em João Pessoa, é mais conhecido no meio artístico por Pablo Scobá. É cantor, compositor, produtor, representante do movimento Cultural “Hip Hop Nordeste Independente” e ativista da cultura hip hop. Traz em seu repertório uma vasta riqueza cultural do que aprendeu em sua trajetória na música Rap-Dub-Reggae e Ragga. Também é (vocalista) da banda Esquadrão 38 há mais de 20 anos. Já passou por outras bandas, a exemplo de “Scobá e os Capacitores do Gueto” e “Reação da Periferia”.

DuMATU – Músico, produtor, sound-system e MC original do Rio Grande do Norte. Atualmente reside em Campina Grande (PB). Iniciou sua caminhada na música em meados de 1997, quando tocava baixo em bandas de hard core e projetos experimentais. Por volta de 2000, começou a estudar produção de beats, se tornando ativista da cultura hip hop. Por volta de 2005, começou a arquitetar suas próprias poesias. Seu segundo álbum oficial foi lançado em 2014, “Resposta à Vida”, pelo selo próprio, duMATU Records.

Família Z.O. – Formado por Gustavo Henrique (MC TG), John Lennon Souza (MC Guina), Thiago Vinícius (MC Grandão), Neildson Silva Trajano (MC Nel), Jefferson (DJ Black). O nome do grupo é uma referência à família zona oeste. Atualmente, vem desenvolvendo um trabalho de gravação de seu primeiro álbum. Suas letras contam fatos que acontecem nos bairros das cidades paraibanas por acreditar que, através da música, é possível mudar o que há de negativo.

Grupo Equilíbrio – Vindo da comunidade Nova República e do bairro do Grotão, Zona Sul de João Pessoa , PB, foi criado em novembro de 2008 por Adriano Januário (Dj. Adriano), Gutemberg  Felix (MC. Kanguru) e Jackson Conceição (MC. Kojack).  Tem o compromisso de trabalhar a autoestima das comunidades que sempre sofreram com o desemprego discriminatório, falta de oportunidades, preconceito, violência social de todo o tipo, falta de acesso à cultura e lazer, valorizando assim a cultura da periferia com músicas que retratam esses fatores e mostram o melhor lado de nossas comunidades.

Music From Paraíba 2 – É um projeto de divulgação da música dos artistas paraibanos no Brasil e no exterior.   Pelo segundo ano consecutivo, em 2013 e 2014, por meio do projeto da coletânea, a Paraíba esteve presente na maior feira mundial do mercado fonográfico, a WOMEX, que no ano passado foi realizada em Santiago de Compostela, na Espanha. A coletânea é lançada primeiramente na feira, distribuída para profissionais da área, e em seguida a temporada de shows com artistas contemplados é iniciada aqui na Paraíba.

Em João Pessoa, os shows do MFP 2 são realizados todos os meses, sempre aos domingos, no Teatro de Arena. Além da capital paraibana, o projeto já visitou neste ano os municípios de Campina Grande, Cajazeiras e Catolé do Rocha. A expectativa é que, assim como na primeira edição, o projeto continue circulando por outras cidades, para que a música produzida no Estado seja conhecida também pelo povo paraibano. O projeto é uma realização do Governo do Estado por meio da Fundação Espaço Cultural da Paraíba.

Na sua segunda edição, o projeto traz 71 músicas de artistas paraibanos ou radicados no Estado. As faixas estão distribuídas em quatro CDs organizados em um box que lembra o formato capa de LP de vinil com arte assinada pelo designer Silvio Sá. Na coletânea, há representantes de diversos gêneros como rock, forró, samba, música eletrônica, jazz, música instrumental, funk, blues, reggae, brega, entre outros.

 

Serviço: Music From Paraíba especial Hip Hop / Encerramento do mês da Juventude

Show com o rapper Emicida (SP)

Atrações locais: duMATU, General Frank, Pablo Scobá, Família Z.O, Grupo Equilíbrio e SH Torres.

Data: 29/08 (sábado)

Início: 17h

Local: Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa

Entrada: doação de um livro