João Pessoa
Feed de Notícias

Edição de julho do projeto Interatos apresenta espetáculos para crianças e oficina de dança

quarta-feira, 29 de junho de 2016 - 10:41 - Fotos:  Divulgação

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) realiza, de 2 a 4 de julho, mais uma edição do projeto “Interatos – mostra e formação permanente de teatro, dança e circo”. A ação do mês recebe grupos da Paraíba e de Pernambuco, além de uma atração internacional, o dançarino e pesquisador argentino Leo Serrano. Para as crianças há duas opções de espetáculos. No sábado, a atração é a peça “Troca-se Histórias por Brincadeiras”, do grupo Arretado Produções (PB). No domingo, “Sonho do Circo”, com a Escola Pernambucana de Circo. As apresentações acontecem às 17h, no Teatro Paulo Pontes. Os ingressos para cada sessão custam R$ 5 (meia-entrada) e R$ 10 (inteira).

A apresentação de sábado do espetáculo “Troca-se histórias…” receberá crianças da Casa do Abrigo, da Comunidade São Rafael e da Cidade Verde como contrapartida social. Elas assistirão à sessão gratuitamente.

Na área de dança, a programação de julho do Interatos está voltada para o eixo de formação.  Doutorando em dança pela UFBA, Leo Serrano vai ministrar o curso intensivo “Improvisação + Anatomia Experiencial: novas tendências em dança”. As aulas acontecem de sábado a segunda-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h, totalizando 18 horas de aulas. O programa é dirigido a bailarinos e atores com experiência em dança. As inscrições são gratuitas e já podem ser realizadas por e-mail com breve currículo para dancafunesc@gmail.com. A oferta é de 25 vagas.

Sobre o projeto – Interatos é uma iniciativa da Funesc desenvolvida por meio das coordenações das respectivas áreas envolvidas no projeto. Sua primeira edição aconteceu em setembro de 2015. A proposta visa contemplar mensalmente esses três segmentos das artes cênicas alternando o palco entre atrações locais, nacionais ou internacionais. Além de estabelecer uma consistente agenda de programação, dando acesso a artistas e público em geral ao que está sendo produzido em âmbito local, nacional e internacional, o projeto vem potencializar as ações de formação e troca, criando um ambiente de reflexão que pretende integrar estes setores que são ao mesmo tempo afins e distintos.

A iniciativa surge com o objetivo de dar visibilidade e dinamizar a produção de circo, dança e teatro no Estado, em suas mais diversas expressões, além de contribuir para nortear a formação de qualidade de estudantes, professores, artistas amadores e profissionais nos três segmentos. Outro ponto é a formação de público, a partir da oferta de espetáculos variados e de qualidade para as diversas faixas de idade e interesse da população. A curadoria do Projeto Interatos é realizada pelas coordenações de Dança, Circo e Teatro, levando em consideração o cadastro de artistas realizado pela Fundação.

Sinopses

Oficina Improvisação-Dança + Anatomia Experiencial – A oficina propõe uma abordagem introdutória de técnicas de Improvisação-Dança (novas tendências em dança contemporânea) com ênfase nos aspectos ideokinéticos do movimento, de forma tal que estes proporcionem ao praticante referências fisio-anatômicas para nortear as buscas internas do fluxo improvisatório.

As aulas seguem uma progressão flexível que distribui tempos destinados à conexão senso-perceptual com os espaços internos, o ajuste da imagem corporal resultante, a apresentação conceitual e vívida de habilidades e exercícios que facilitem a entrada na técnica improvisatória, assim como a observação e exploração pormenorizada das estruturas fisio-anatômicas (a partir das quais se estabelecerão os focos que guiem o fluxo improvisatório).

A metodologia utilizada para a transmissão de saberes implicados na ‘Improvisação-Dança + Anatomia Experiencial’ contempla exercitações senso-perceptivas e cinéticas organizadas de modo complementar entre os alunos, investigando os temas de movimento tanto em forma individual como em duplas, trios e subgrupo. O uso do toque e do contato intercorporal é um meio substancial para estabelecer formas de leitura cinestésica e de estados de escuta que sustentam a experiência. Ministrante: Leo Serrano.

Leonardo Harispe (Leo Serrano – Argentina / Bahia) – Leonardo Andrés Mouilleron Harispe é dançarino improvisador em dança contemporânea e pesquisador na prática da Performance-Art. Seu nome artístico é Leo Serrano. Atualmente mora na cidade de Salvador (Bahia) com o objeto de se capacitar através de estudos de Pós-graduação na Faculdade de Artes Cênicas da UFBA (Universidade Federal da Bahia).

Sua pesquisa de mestrado, intitulada “A Improvisação-Dança nas coordenadas do Composicional” foi aprovada, em setembro de 2014, com menção Up Grade para continuar a ser ampliada durante o doutorado. Ao longo da pesquisa foram encaminhadas questões que vinculam a improvisação em movimento/dança contemporânea com as problemáticas envolvidas na composição em tempo-real e o cruzamento com a cena performática.

Sonho do Circo – A trama se desenrola através das figuras de dois palhaços – Amei e Supisco – que em visita ao circo, e de forma desastrosa, se tornam mestres de cerimônia de uma encenação. Tudo acontece quando percebem que não é simples e fácil encantar a plateia. A partir do contato com outros artistas do picadeiro, com suas habilidades e lindos números circenses, Amei e Supisco retomam o encanto e a magia que sempre possuíram. Numa atmosfera de muito riso, travam uma engraçada disputa entre eles para ver quem é o mais habilidoso artista/palhaço. No meio de tudo isso, são mostrados números de malabares, perna-de-pau, acrobacias, contorção e, claro, muita palhaçada. Direção: Fátima Pontes e Blau Lima. Grupo: Escola Pernambucana de Circo (PE). Figurino e Maquiagem: Fátima Pontes. Elenco: Allison Santana, Bruno Luna, Hammai de Assis, Hosani Gomes, Italo Feitosa, Maicon Torres e Thiago Oliveira.

Troca-se Histórias por Brincadeiras – A peça é dirigida e atuada por Edilson Alves, que vive o palhaço Dengoso. Trata-se da história de um palhaço idoso, que já foi dono de um circo e está desempregado. Ele resolve convidar o afilhado Pitoco para sair pelas ruas, pelas praças e pelas feiras da cidade para trocar histórias da população por brincadeiras. Durante a peça, os palhaços convidam a plateia a subir no palco e contar uma história, que será trocada por uma brincadeira. “É um espetáculo interativo e inusitado, uma vez que dependemos da reação e da contação das pessoas para montar a peça. Acontecem as coisas mais variadas e malucas, uma vez que as crianças, principalmente, contam histórias ‘sem pé nem cabeça’. Isso é ótimo, pois estimula a criatividade”, diz Edilson. Direção: Edilson Alves. Elenco: Edilson Alves e Matheus Henrique. Grupo: Arretado Produções.

Serviço

Projeto Interatos – Teatro, dança e circo – 2 a 4 de julho

Teatro

Sábado – 02/07, 17h, Teatro Paulo Pontes

Espetáculo: Troca-se Histórias por Brincadeiras. Grupo: Arretado Produções (PB)

R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada)*

 

Circo

Domingo – 03/07, 17h, Teatro Paulo Pontes

Espetáculo: Sonho do Circo. Grupo: Escola Pernambucana de Circo

R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada)*

 

Dança

Sábado a segunda-feira – 2, 3 e 4 de julho

9h às 12 e 14h às 17h (18 horas de aulas)

Curso intensivo: Improvisação + anatomia experiencial: novas tendências em dança

Ministrante: Leo Serrano (Argentina)

Inscrições gratuitas por e-mail: dancafunesc@gmail.com

Vagas: 25

Público alvo: bailarinos e atores

Pré-requisito: experiência em dança

 

* A venda de ingressos é feita na bilheteria do local das apresentações, começando com uma hora de antecedência.

Informações: 3211-6225 / 3211-6214