João Pessoa
Feed de Notícias

Dupla acusada de cobrar dívida usando revólveres é presa em Araruna

terça-feira, 26 de janeiro de 2010 - 11:26 - Fotos: 

Policiais militares prenderam na tarde desta segunda-feira (25), na cidade de Araruna, no Brejo paraibano, o comerciante José Ednaldo de Souza Fernandes, de 28 anos, e o agricultor José Rosinaldo Cavalcanti Costa, de 29 anos. A dupla é acusada de cobrar uma dívida na região de Cuité usando revólveres.

Segundo informou o delegado de Picuí, João Joaldo, tudo começou no mês de novembro do ano passado quando a vítima, José Vanderlei da Silva, o Vando, de 22 anos, residente no assentamento Retiro, na zona rural de Cuité, contraiu uma dívida de R$ 215, 00 junto a José Ednaldo, dono de um bar na cidade de Araruna. “A informação é que Vando esteve no bar de Ednaldo e ficou devendo o consumo”, explicou. 

José Ednaldo, segundo o delegado, foi na véspera do Natal ao assentamento Retiro cobrar a dívida a Vando. “O acusado teria feito ameaças dizendo que tinha como receber o dinheiro ‘de todo jeito’, inclusive com a ajuda de pistoleiros. Fomos informados que Ednaldo, na ocasião, estava sozinho e desarmado”, disse João Joaldo.

O delegado falou que no último domingo (24), Ednaldo foi cobrar a dívida novamente. Desta vez, acompanhado de Rosinaldo. Ambos estariam armados de revólveres. José Vanderlei estava em casa e percebeu a chegada dos acusados. “Ele disse que saiu correndo e entrou em matagal, conseguindo escapar dos cobradores. A dupla, vendo que Vando não estava em casa, levou da residência da vítima um DVD, um aparelho de som, uma foice, uma enxada e um machado como ‘forma de pagamento’, deixando o local em seguida”, disse o delegado.

A Polícia foi acionada e a dupla foi presa em casa, no Centro de Araruna. Com eles, foram apreendidos dois revólveres calibre 38 oxidado com munição. Os objetos levados da casa de Vanderlei foram recuperados.

Os dois foram encaminhados à delegacia de Cuité e autuados por porte ilegal de arma, exercício arbitrário da própria razão e ameaça. Eles estão na Cadeia local à disposição da Justiça.

Sérgio Veloso, da Assessoria de Imprensa da Segurança e da Defesa Social