Fale Conosco

29 de novembro de 2012

DOE traz nomes dos representantes do Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental do Roncador



A edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (27) trouxe a designação e a lista com os integrantes do Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental (APA) do Roncador. A posse dos conselheiros está marcada para o próximo dia 07 de dezsembro, no campus de Bananeiras da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

O Conselho Gestor da APA do Roncador é formado por representantes de diversos órgãos como a Sudema; Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa); Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa); Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa); Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater); UFPB, entre outros.

Segundo o coordenador de Estudos Ambientais da Sudema, Thiago Silva, o conselho gestor é uma ferramenta necessária para uma Unidade de Conservação (UC). O conselho vai auxiliar a Sudema na integração com a população e em ações realizadas em seu entorno. Através da criação do Conselho, vai ser possível acompanhar a elaboração, a implementação e revisão do Plano de Manejo da unidade. Passa a ser papel do conselho, buscar a integração com as demais unidades e espaços territoriais especialmente protegidos, além de compatibilizar os interesses dos diversos segmentos sociais relacionados à unidade.

Outro papel de extrema importância do conselho está na avaliação do orçamento da unidade e na elaboração do relatório financeiro anual preparado pelo órgão executor, que trata dos objetivos da UC. O Conselho da APA do Roncador pode se manifestar sobre obras ou atividades potencialmente causadoras de impacto na unidade, em sua zona de amortecimento, mosaicos ou corredores ecológicos, além de propor diretrizes e ações para integrar e otimizar a relação com a população do seu entorno ou interior.

Roncador – A Área de Proteção Ambiental do Roncador está localizada entre os municípios de Bananeiras, Borborema e Pirpirituba, na região do Brejo. A APA foi criada pelo decreto estadual nº. 27.204 de junho de 2006, e em conformidade com Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), Lei nº. 9.985, de 18 de julho de 2000. A APA do Roncador tem 6.113 hectares, formados por vegetação de mata atlântica, relevo irregular, com serras, vales e ravinas, e a famosa cachoeira do roncador, um dos locais mais visitados da região. A cachoeira está encravada na escarpa do planalto da Borborema, escavada por milhares de anos na rocha. Da base até o topo, atinge cerca de 450 metros acima do nível do mar.