João Pessoa
Feed de Notícias

Diversas pessoas foram até a unidade móvel na Lagoa para realizar a doação, em João Pessoa

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010 - 17:47 - Fotos: 

O Hemocentro da Paraíba, administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizou nesta quarta-feira (20) em João Pessoa, mais uma coleta externa com o objetivo de aumentar o estoque de sangue para o Carnaval, que acontece de 13 a 16 de fevereiro. Durante todo o dia, várias pessoas foram até a unidade móvel instalada no Parque Solon de Lucena (Lagoa) para fazer a doação.  

O supervisor de manutenção, José Gonçalves Miranda, 58 anos, foi a primeira pessoa a chegar ao local. Ele doa sangue regularmente há mais de dez anos e ainda incentiva os amigos a fazer o mesmo. “Sinto-me bem quando faço este gesto de solidariedade e amor ao próximo e sei que estou ajudando a salvar vidas. No meu trabalho, sempre apelo aos meus amigos para que comparecerem ao Hemocentro e façam a doação também”, disse.

Aumento do estoque – A diretora do Hemocentro, Patrícia Freitas, explicou que com essas coletas externas o Hemocentro quer aumentar o estoque de sangue e ficar preparado para o Carnaval.  De acordo com ela, nesse período muitos doadores viajam por causa das férias escolares dos filhos e outros caem na folia e se esquecem de doar. “Quando isso acontece, a situação fica complicada, já que a demanda de sangue aumenta nos hospitais em decorrência, principalmente, do aumento do número de acidentes automobilísticos”, afirmou.  

Em todo Estado, existem cerca 8,5 mil doadores, que procuram com frequência os Hemocentros de João Pessoa e Campina Grande e os dez hemonúcleos instalados nas principais cidades do interior. No entanto, de acordo com Patrícia, uma média de 20% dessas pessoas são consideradas inaptas quando vão fazer a doação, por estarem tomando algum medicamento, terem ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas, se submetido recentemente a cirurgias ou apresentarem pressão alta no momento da doação.

O vigilante Luciano Melo Viana, 34 anos, que reside no Conjunto Esplanada, na Capital, aproveitou o momento e também fez a sua doação. “Há 14 anos faço isso com frequência e vou continuar doando voluntariamente ou para outra pessoa que estiver precisando, pois sei que o meu sangue vai servir para alguém”, disse.

A coleta realizada nesta quarta-feira foi a segunda do mês. A primeira aconteceu semana passada no bairro Ernesto Geisel, na Capital, quando foram coletadas 16 bolsas. No próximo dia 27, a unidade móvel vai estar na Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans), às margens da BR-230, no bairro do Cristo Redentor, também em João Pessoa.

Campanha – Além das coletas externas, o Hemocentro vai realizar de 3 a 9 de fevereiro, a campanha ‘O Bloco da Vida já está na Avenida’. Durante esse período, além das coletas realizadas no Hemocentro, uma unidade móvel permanecerá todos os dias no Parque Solon de Lucena para receber os doadores.

A campanha contará com ajuda dos blocos carnavalescos da Capital, que vão usar a batucada nos locais de doação para convidar as pessoas a fazerem a doação. “Pedimos às pessoas que antes de viajar ou cair da folia, compareçam ao Hemocentro para fazer o seu gesto de solidariedade e amor e, com isso, ajudar a salvar vidas”, disse Patrícia Freitas.

Hemonúcleos – Além dos hemocentros, que ficam em João Pessoa e Campina Grande, o Estado mantém dez hemonúcleos nos municípios de Princesa Isabel, Picuí, Piancó, Itaporanga, Patos, Sousa, Cajazeiras, Guarabira, Monteiro e Catolé do Rocha. Para ser doador de sangue é preciso ter entre 18 e 65 anos, peso acima de 50 quilos, não tomar medicamento controlado, não ter ingerido bebida alcoólica 24 horas antes da doação e gozar de boa saúde.

Da Assessoria de Imprensa da SES/PB