Fale Conosco

21 de março de 2014

Disque Estadual 123 completa um mês de funcionamento



O Disque Estadual 123 completa nesta sexta-feira (21) um mês de funcionamento. O serviço, coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh), registrou 88 denúncias de 26 municípios paraibanos, até o dia 18 deste mês.

Entre o maior número de registros de direitos violados está o cometido contra a criança e adolescente com 45 denúncias. Em seguida aparecem 32 denúncias de violência contra idosos, seguido de oito de pessoas com deficiência, dois de pessoas do grupo LGBT e uma de pessoa em situação de rua.

Pioneirismo – A Paraíba é o primeiro Estado a ter um serviço próprio para atender a todo tipo de violação de direitos e facilitar a apuração das denúncias. Em seguida, as vítimas recebem os encaminhamentos necessários para os Centros de Referência Especializados da Assistência Social (Creas), entre outros.

Com a implantação deste serviço poderemos acompanhar mais de perto e fazer os encaminhamentos necessários sobre os casos de violações de direito que forem denunciados. A Paraíba é o primeiro Estado a contar com um Disque Estadual próprio”, frisou a secretária da Sedh, Aparecida Ramos.

O serviço é totalmente gratuito, sigiloso e conta com uma equipe multiprofissional para o atendimento. O Disque 123 funciona nos três turnos, inclusive, nos finais de semana e feriados, sem intervalo para almoço, das 7h à meia-noite.

Além de registrar as denúncias, o Disque 123 presta informação sobre violação de direitos, tira dúvidas, monitora e encaminha os casos para os setores responsáveis.

Municípios atendidos: João Pessoa, Campina Grande, Natuba, Pocinhos, Monteiro, Cubati, Conceição do Piancó, Alhandra, Queimadas, Patos, Bayeux, Mulungu, Dona Inês, Barra de Santana, Cabedelo, Paulista, Aroeiras, Lagoa Seca, Conceição, Santa Rita, Cruz do Espirito Santo, Boa Ventura, Livramento, Lagoa de Dentro, Uiraúna e São Miguel do Taipu.