Fale Conosco

15 de maio de 2014

Disque 123 ajuda a coibir crime de violência sexual infantil na PB



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), realiza ações efetivas no enfrentamento da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes na Paraíba. O Disque Estadual 123, que recebeu 140 denúncias de violência infantil, do dia 21 de fevereiro ao dia 7 de maio, ajudou a prender exploradores de criança e adolescentes na cidade de Pocinhos.

O Disque Estadual 123 é uma forma que o Governo do Estado tem para o enfrentamento a todo tipo de direito violado e ajudar a elucidar as denúncias. Acompanhamos os casos por meio de uma equipe multiprofissional, com psicólogo, assistente social e advogados que encaminham os casos e protegem as vítimas”, afirmou a secretária da Sedh, Aparecida Ramos, que lembrou ainda que a Paraíba é o primeiro Estado a implantar um disque-denúncia próprio.

O Disque Estadual 123 é sigiloso e conta com uma equipe multiprofissional para atender os casos. Funciona nos três turnos, inclusive nos finais de semana e feriados, sem intervalo para almoço, das 7h às 22h.

Além de registrar as denúncias, o Disque 123 presta informação sobre violação de direitos, tira dúvidas, monitora e encaminha os casos para os setores responsáveis.

Denunciados presos e adolescentes protegidos – De acordo com a diretora do Disque 123, Daniela Lima, foi registrado em março uma denúncia grave de exploração sexual infantil e tráfico de drogas, com ameaças de morte na cidDade de Pocinhos.

O caso logo foi informado oficialmente ao Ministério Público e às vítimas foram acompanhadas pela equipe. No final do mês passado, os acusados foram detidos.

Depois que recebemos a denúncia de exploração sexual infantil e tráfico de drogas em Pocinhos, encaminhamos o caso ao Ministério Público e também a Procuradoria do Trabalho de Campina Grande. Fomos até o município e acompanhamos junto com o Ministério Público e a Polícia a prisão das pessoas envolvidas na denúncia. Este foi um dos casos positivos do Disque 123, que agiu rápido e conseguiu que os exploradores fossem presos”, relatou.

Os adolescentes vítimas desse caso também foram encaminhados para o Programa de Proteção de Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAM), também coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano em parceria com o Governo Federal. O PPCAM garante proteção total das vítimas e da sua família.