João Pessoa
Feed de Notícias

Dirigentes do SESI apresentam Projeto VIRAVIDA ao governador

terça-feira, 24 de novembro de 2009 - 11:04 - Fotos: 

O governador José Maranhão recebeu em audiência, no início da noite desta segunda-feira (23), no Palácio da Redenção, o presidente do Conselho Nacional do SESI, Jair Meneguelli, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba e diretor do SESI Paraíba, Francisco Buega Gadelha. Na pauta, apresentação do Projeto VIRAVIDA que atende jovens em situação de exploração sexual comercial.

De acordo com Jair Meneguelli, o programa é dirigido a jovens e adolescentes vítimas de exploração sexual, e tem a finalidade de resgatar auto-estima destes, entre 16 a 21 anos, oferecendo formação profissional e inserção no mercado de trabalho, através de cursos profissionalizantes com duração de 8 a 12 meses, voltados às áreas de imagem pessoal, moda turismo e eventos, além de incluir Formação Profissional, Educação Básica e Empreendedorismo. O projeto garante, ainda, aos participantes durante o processo de formação, direitos básicos tais como Saúde — assistência médica, odontológica, psicológica — e Educação básica continuada aos que necessitem, articulando os governos federal, estadual e municipal.

De acordo com Meneguelli, o Projeto Piloto encontra-se em execução em quatro capitais — Fortaleza (CE), Recife (PE), Natal (RN) e Belém (PA) — com a meta de profissionalização e colocação de 400 jovens no mercado de trabalho, sendo 100 em cada capital. “Na Paraíba será diferente. Aqui serão 200 alunos para contemplar João Pessoa e Campina Grande”, disse Meneguelli explicando a importância do encontro com o governador Maranhão. “Ao explanar todo o projeto, o governador imediatamente entrou em contato com a secretária estadual de Desenvolvimento Humano, Giucélia Figueiredo – que será a responsável do governo para contato direto conosco e montar o programa e a possibilidade de empregos futuros”, disse.

Portanto, segundo Meneguelli, “acertado com o Governo do Estado vamos buscar a Rede de Enfrentamento existente no Estado, como o Conselho Tutelar, Igreja, ONGs, Sindicato das Profissionais do Sexo para indicar essas pessoas, e nós realizaremos uma triagem e escolheremos os cem participantes”.

Já o presidente FIEP, Buega Gadelha explicou a importância do projeto para a Paraíba. “O projeto visa tirar esses jovens em situação de risco e colocá-los no mercado de trabalho. Queremos que todos sejam empregados em empresas privadas ou até mesmo empreender – apoiamos integralmente o reforço escolar e o governador José Maranhão será nosso parceiro e tem todo interesse nisso. Queremos sua interferência junto às empresas para a empregabilidade na segunda etapa do programa, porque a primeira será de profissionalização”,concluiu.

O Projeto

O Conselho Nacional do SESI, em parceria com instituições que atuam no atendimento a esse segmento e em consonância com os Programas da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, visando o enfrentamento da exploração sexual de jovens e adolescentes a partir de ações estruturais.

A proposta consiste em promover a elevação da auto-estima e da escolaridade dos participantes, para que desvendem seu próprio potencial e novas perspectivas de futuro. O processo sócio educativo está baseado em cursos profissionalizantes construídos a partir do alinhamento entre a demanda de cada mercado e o perfil e as expectativas desses adolescentes e jovens. Eles contemplam a necessidade de integração entre formação profissional, educação básica, empreendedorismo, além de atendimento psicossocial, garantia de direitos fundamentais e apoio às famílias.

Mônica Nóbrega, com fotos de Ernani Gomes da Secom