Fale Conosco

15 de abril de 2015

Dia Mundial da Voz: Hospital Edson Ramalho orienta sobre cuidados com a voz



Nesta quinta-feira (16), é comemorado o “Dia Mundial da Voz”. Essa celebração representa uma oportunidade de disseminar conhecimento, orientar a população, promover ações de saúde e auxiliar no encaminhamento adequado de problemas potenciais ou reais. De acordo com a fonoaudióloga do Hospital General Edson Ramalho, que integra a rede hospitalar do Estado, Eveline Carvalho, todos devem ter um cuidado constante com a voz, especialmente para prevenir doenças. “Falar pouco, devagar e baixo, como também não gritar, não fumar e não ingerir bebidas alcoólicas, são hábitos essenciais para cuidar bem da voz”, disse.

Eveline acrescentou que é importante beber pelo menos 12 copos de água por dia e comer uma maçã com casca. “A fruta é adstringente e excelente para o trato vocal, pois limpa e retira toda a secreção que tem no aparelho fonador. Se aparecer rouquidão, sem o indivíduo estar gripado, é necessário procurar um otorrinolaringologista que fará um exame minucioso (videolaringoscopia) e encaminhará para o fonoaudiólogo”, orientou.

Segundo ainda a fonoaudióloga, na alimentação existem muitos vilões, principalmente para quem trabalha com a voz (locutores, professores, leiloeiros, cantores, atores, vendedores, ambulantes, advogados, telefonistas, recepcionistas, políticos, líderes religiosos, jornalistas, operadores de telemarketing, etc). “Devemos evitar o leite e derivados, pois esse alimento acumula secreção. O café e bebidas alcoólicas são também verdadeiros vilões. Se você é um profissional da voz, deve ficar longe deles e abusar da água e da maçã”, alertou.

Os sintomas mais constantes nas avaliações da voz são a rouquidão, a soprosidade e o cansaço ao falar. Na maioria dos casos, eles aparecem pelo mau uso da voz. “A principal queixa é a rouquidão sem estar gripado. O tratamento é com a fonoterapia, orientação e exercícios, porém não deixando de passar no otorrino, que irá diagnosticar o problema”, falou Eveline.

Serviço – Quando a rouquidão aparece por mais de 15 dias, sem o indivíduo estar gripado, com perda de voz, pigarro, dor ou ardência na garganta, dificuldade para engolir e respirar, é sinal de que a pessoa pode estar com algum problema no aparelho vocal. E, neste caso, o exame a ser feito é a videolaringoscopia, disponibilizado, inclusive, gratuitamente, no Hospital Edson Ramalho, no setor de Reabilitação Auditiva.

Hoje, no Edson Ramalho, após a triagem, alguns pacientes são indicados para consulta com um otorrinolaringologista. A intenção é observar, através da videolaringoscopia, alterações patológicas, detectar, precocemente, doenças neoplásicas da laringe (câncer de laringe) e também doenças benignas. O tratamento depende de como está a lesão. No CAIS de Jaguaribe é feita a fonoterapia e os pacientes também são encaminhados para as escolas de fonoaudiologia, do Unipê e da UFPB, onde têm ambulatórios.

Dicas para cuidar da voz