João Pessoa
Feed de Notícias

Governo leva ações de saúde para Cabedelo neste sábado

sexta-feira, 11 de maio de 2012 - 10:19 - Fotos:  Secom-PB

Porto de Cabedelo (Foto: Secom-PB)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, será parceiro do Sindicato dos Operadores Portuários na 1ª Ação Social Portuária, que acontecerá neste sábado (12), das 8h às 14h, na Praça Getúlio Vargas, na cidade de Cabedelo, região metropolitana de João Pessoa. Além da Secretaria da Saúde, o evento conta com o apoio da Companhia Docas da Paraíba e da Secretaria de Ação Social de Cabedelo.

A gerente Executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Júlia Vaz, informou que serão oferecidas vacinas contra a gripe H1N1 e a sazonal, teste rápido do HIV e Hepatite, além da distribuição de material educativo sobre pressão arterial e tabagismo e o Hemocentro fará coleta de sangue. Também serão oferecidos exames médicos como verificação de pressão arterial, teste de glicemia e HIV. Haverá ainda distribuição de preservativos e uma campanha educativa da saúde da mulher.

Júlia Vaz destacou que a Secretaria de Estado da Saúde sempre tem buscado fazer parcerias com vários órgãos e instituições para que as ações de saúde estejam cada vez próximas da população.  “Quando se trata de um assunto relacionado à saúde no qual a população esteja em primeiro lugar, nós estaremos sempre prontos para atender no que estiver ao nosso alcance”, destacou.

Além da saúde, a população também vai contar com vários outros serviços gratuitos. A Ação Social Portuária vai facilitar a vida de quem precisa tirar algum documento como identidade, CPF e carteira de trabalho. Profissionais da beleza estarão presentes oferecendo cortes gratuitos de cabelo. No stand da Cagepa vai ser possível renegociar dívidas e obter esclarecimentos sobre contas de água. A programação ainda inclui uma homenagem especial, na véspera do Dia das Mães.

O presidente do Sindicato dos Operadores Portuários da Paraíba, Manoel Francisco de Brito, disse que a maior parte dos trabalhadores portuários avulsos (TPAs) tem idade avançada e geralmente resiste em procurar um médico. “Nesta ação social eles vão poder fazer exames preventivos e, dessa forma, garantir uma saúde melhor”, avalia Manoel.