João Pessoa
Feed de Notícias

Governo discute produção agroecológica em Pilões

segunda-feira, 29 de abril de 2013 - 11:35 - Fotos:  Secom-PB

Agricultores familiares do município de Pilões, no Brejo paraibano, alunos do Programa Projovem, representantes da prefeitura municipal e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, participaram de Dia de Campo sobre Transição Agroecológica e Convivência com a Estiagem, organizado pelo escritório regional da Emater em Areia. O evento aconteceu no sítio do agricultor Assis Henrique de Lima, na Comunidade Pinturas de Cima.

Na abertura do Dia de Campo, o presidente da Emater Paraíba, Geovanni Medeiros, ressaltou que a Agricultura Familiar é o setor de maior contribuição para a produção de alimentos saudáveis e que tem como premissa o respeito ao consumidor. A Unidade de Produção Familiar foi escolhida para a atividade, devido o alto grau de sustentabilidade observada.

A propriedade apresenta cinco subsistemas de produção, sendo a primeira, ao redor da residência da família, a produção de frutas, sendo algumas variedades de citros, manga, oliveira, mamão, entre outras; a segunda é a produção de hortaliças diversas, com alface, coentro, couve-manteiga, pimentão, quiabo; o terceiro é a criação de gado de corte, que além da produção da carne, esse subsistema introduz o principal insumo para a produção das frutas e hortaliças, o esterco, que se transforma, pelo método de compostagem, em adubo orgânico; o quarto subsistema da propriedade é o cultivo de Urucum para a produção de colorau.

Existe ainda uma área com avançado processo de erosão, que o agricultor reservou para o cultivo de Sabiá, espécie arbórea que, pelas suas características, consegue reverter o processo de degradação do solo a médio prazo e também fornece lenha e estacas para a Unidade.

“Todas essas atividades são desenvolvidas levando em consideração o respeito ao meio-ambiente e ao consumidor, pois não é utilizado nenhum insumo químico e praticamente a totalidade dos insumos é produzida dentro da unidade”, afirmou Giovanni Medeiros. Outro fator importante, que reforça a condição atual de sustentabilidade, é que a própria família comercializa seus produtos, na região, aumentando a rentabilidade e diminuindo os gastos com transporte, e também está acessando os mercados institucionais, vendendo seus produtos para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

“Dentro desse contexto, a Emater Paraíba é peça fundamental, pois seguindo os preceitos da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, a instituição procura animar os processos capazes de contribuir para construção e execução de estratégia de desenvolvimento sustentável”, comentou o extensionista do escritório da Emater em Pilões, Bruno Leonardo, que assessora a família neste projeto.