Fale Conosco

4 de fevereiro de 2013

Dia da Visibilidade Trans traz mesa temática sobre atuação de psicólogos



“Atuação profissional de psicólogos no atendimento às trans mulheres e trans homens” é o título da mesa temática desta terça-feira (5), promovida pela Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (SEMDH), em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans. O evento acontece no Auditório Maria Marques, na Sede do Conselho Regional de Psicologia (CRP13), localizado na Rua Manoel Deodato, 599, Ed. Tower Center – 2º andar, Torre (em frente a Picanha do Bastos), em João Pessoa.

Os convidados para essa mesa temática são: Gleidson Marques (Psicólogo do Espaço LGBT); Gilberta Soares (Secretária Executiva da Semdh, psicóloga e doutoranda do PPGNEIM/UFBA); Antônio Carlos Borges Martins (Psicólogo e representante do Conselho Regional de Psicologia – CRP13); Coordenação: Carla de Sant’Ana Brandão (Psicóloga e representante do CRP13).

A programação segue nos dias 6 e 7 de fevereiro, com palestra e vivência. No dia 6, às 15h, no Auditório do Centro Operacional e Administrativo dos Correios, BR-230, Km 24, Cristo, acontece a Palestra “Promoção da Cidadania LGBT para o enfrentamento à Homofobia, proferida por Luciel Araújo de Oliveira (Semdh). No dia 7 de fevereiro, às 10h, ocorre a Vivência acerca da transexualidade com familiares e amigos de usuários do Espaço LGBT, neste próprio espaço, localizado na Casa dos Conselhos, Praça Dom Adauto, 58, Centro, com o psicólogo Gleidson Marques.

Estas ações são sequenciais ao Dia da Visibilidade Trans, comemorado no dia 29 de janeiro, e que foi lembrado pela Semdh, por meio de sua Gerência Executiva de Direitos Sexuais e de LGBT com atividades nos dias 29 e 31/01.

O Dia da Visibilidade Trans surgiu em 2004 com o lançamento da Campanha Nacional “Travesti e Respeito – já está na hora dos dois serem vistos juntos” do Ministério da Saúde. Nesse dia, travestis e transexuais adentraram o Congresso Nacional, em Brasília, para lançar a campanha. Desde então, as organizações afiliadas da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) foram orientadas a sair às ruas nesse dia, em todo o Brasil, para mostrarem suas caras, comemorar e reivindicar direitos. Acompanhando a tendência da visibilidade e do avanço na luta das lésbicas, dos gays e de bissexuais por direitos na sociedade, travestis e transexuais se organizam para conquistar espaço, direitos, cidadania e respeito.