João Pessoa
Feed de Notícias

Dia da Equoterapia é lembrado no Centro de tratamento da Polícia Militar

quinta-feira, 9 de agosto de 2012 - 11:10 - Fotos:  Secom-PB

O Centro de Equoterapia da Polícia Militar (CEqPM), situado no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa, comemora, nesta quinta-feira (9), o Dia Nacional da Equoterapia. O método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo na abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, busca o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência.

“O cavalo é um agente motivador que possibilita uma relação de afeto, confiança e amizade com o paciente, além de melhorar a musculatura, a autoestima e a relação interpessoal do paciente com familiares e integrantes das equipes”, destacou o responsável pelo CEqPM, tenente coronel José de Anchieta Leite.

Quem pode fazer – O tratamento é indicado para pessoas com necessidades especiais como: paralisia cerebral, hiperatividade, autismo, atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, síndromes neurológicas, déficit de atenção e equilíbrio, dificuldades de aprendizagem ou linguagem, timidez, estresse e outras patologias.

A Equoterapia é desenvolvida por uma equipe interdisciplinar com profissionais da área de saúde, educação e equitação. “O paciente chega até nós por indicação médica. A partir daí, ele será avaliado de forma conjunta por nossos profissionais que vão criar um plano de atendimento individualizado respeitando as potencialidades e as necessidades de cada um”, explicou o coronel Anchieta.

Para a enfermeira do Centro de Equoterapia, Charley Marinho, os benefícios da prática são inúmeros e a evolução dos pacientes é significativa. “Equilíbrio, coordenação motora e desenvolvimento psíquico dos pacientes são alguns dos benefícios. Ouvimos depoimentos de pais que nos contam o que seus filhos conseguem fazer em casa. Muitas vezes nos emocionamos”, revelou.

Com frequência, o Centro recebe pacientes com autismo. “Dificuldade de interação, mudar de ambiente e rotina, podem ser um grande desafio para o autista. Mas de forma gradativa conseguimos reverter e ter avanços. Temos bons exemplos aqui de crianças que na sua primeira aula não queriam sair dos braços dos pais e hoje dão ordem de comando aos cavalos”, destaca a fonoaudióloga e especialista em autismo, Daniele Guimarães.

Atualmente o Centro de Equoterapia atende 35 pacientes, com faixa etária superior a três anos de idade, de segunda à sexta-feira gratuitamente. A assistência também está voltada para policiais militares que tenham sofrido alguma sequela em virtude de ocorrências policiais ou outros agravos da saúde, bem como, para familiares que apresentem alguma patologia.

Novas parcerias – O Centro de Equoterapia está aberto para novos convênios com empresas privadas e outros municípios, para que possa manter seu funcionamento e principalmente poder ampliar seus serviços à comunidade em geral que necessita e procura o método terapêutico e educacional.

O Centro funciona no Parque de Exposição Henrique Vieira de Melo, na BR-230, no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa. Os interessados em conhecer o Centro e a Equoterapia podem entrar em contato pelos telefones: 3218-5918 e 5917.