João Pessoa
Feed de Notícias

Dez novos detectores de metais entram em funcionamento nas unidades prisionais

quarta-feira, 20 de novembro de 2013 - 18:04 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), adquiriu mais nove aparelhos detectores de metais portáteis em formato de banquinho. O equipamento detecta metais em cavidades corpóreas e possui ajuste digital de sensibilidade com diferentes níveis e avisos sonoro e luminoso, com barra de leds indicativa. O aparelho começou a ser utilizado no dia 25 de setembro deste ano, quando a Seap adquiriu a primeira unidade para ser testada na Penitenciária Flósculo da Nóbrega (Presídio do Roger).

Com a aprovação do equipamento por parte dos agentes lotados naquela unidade prisional, o secretário de Administração Penitenciária, Wallber Virgolino, determinou a aquisição de mais nove exemplares, totalizando dez detectores, que começaram a ser usados nesta terça-feira (19). “Estes novos equipamentos tecnológicos que entraram agora em funcionamento fazem parte da politica de estruturação e automação das unidades prisionais paraibanas, numa busca constante de minorar cada vez mais a entrada de objetos ilícitos nas unidades prisionais. Nós adquirimos o primeiro exemplar deste detector de metais há cerca de dois meses, e como verificamos a eficácia do mesmo, resolvemos adquirir mais unidades para funcionarem nas maiores unidades prisionais do Estado, sendo que duas delas serão itinerantes e utilizadas pela Gerência de Planejamento e Inteligência (Geplasi) da Seap”, explicou.

Virgolino comentou ainda que este é mais um passo importante para o melhoramento do monitoramento da entrada de materiais nas unidades prisionais, minimizando constrangimentos durante as revistas íntimas, em consonância com os direitos humanos.

Flagra na Máxima – Na manhã desta quarta-feira (20), o detector de metais que entrou em funcionamento na Penitenciária de Segurança Máxima Geraldo Beltrão, em Mangabeira, detectou um aparelho celular em poder de Maria da Conceição dos Santos, que iria visitar o apenado Gutemberg Moreira Muniz, conhecido por ‘Berg’, condenado por assalto, recentemente transferido da cidade de Guarabira por tentativa de fuga. Após encontrarem o celular, as agentes lotadas naquela unidade também localizaram aproximadamente cem gramas de maconha nas partes íntimas.

Segundo o diretor da Unidade, João Rosas, “esse novo equipamento contribui com a melhoria dos procedimentos de segurança, inibindo a entrada de ilícitos no interior da unidade prisional, tornando possível uma contenção qualificada e humanizada. Essa maneira esperamos sufocar o crime organizado, que tenta de toda forma ordenar crimes de dentro das Prisões”.