Fale Conosco

2 de dezembro de 2014

Detran vai fiscalizar uso dos simuladores nas autoescolas



O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) vai fiscalizar e exigir a utilização do simulador de direção veicular nos Centros de Formação de Condutores em funcionamento na Paraíba. De acordo com Conselho Nacional de Trânsito (Contran), os estados tinham até 1º de dezembro  para as adequações ao cumprimento das resoluções referentes à exigência de, no mínimo,cinco aulas utilizando o simulador de direção veicular, para candidatos à carteira nacional de habilitação categoria “B”.

Em princípio, os simuladores deveriam estar disponíveis em todos os centros de formação de condutores do país desde o dia dois de janeiro de 2014, mas o prazo foi prorrogado atendendo aos pedidos das empresas para compra e recebimento dos equipamentos.

O superintendente do Detran, Rodrigo Carvalho, afirmou que o Detran da Paraíba adotou várias medidas para cumprimento das resoluções do Contran. Ele lembrou que o equipamento chegou a ficar em exposição em João Pessoa e Campina Grande, a fim de que fosse testado e conhecido pela população e por donos de centros de formação de condutores.

No final do mês de janeiro deste ano, foi assinado um termo de ajustamento de conduta no qual os representantes dos centros de formação de condutores se comprometeram a instalar os equipamentos no prazo de 120 dias.

Rodrigo Carvalho explicou que as aulas com o simulador de direção veicular só serão exigidas para os candidatos inscritos no Renach (Registro Nacional de Carteiras de Habilitação) a partir de 1º de novembro.

Atualmente, existem 63 centros de formação de condutores em funcionamento na Paraíba. A empresa que ainda não tem o equipamento, pode oferecer as aulas  por meio de parceria com outro centro de formação de condutores, desde que cumpra a carga horária de aulas com o simulador exigida pela resolução do Contran.

Segundo a advogada do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores, Giordana Coutinho, os CFC´s em funcionamento na Paraíba estão providenciando o equipamento. Alguns compraram os simuladores e outros solicitaram o equipamento por meio de comodato. Ela disse que 15 simuladores já foram entregues e os demais devem chegar dentro de 20 dias.

Simulador – O objetivo da implantação do simulador de direção veicular é utilizar a tecnologia para que os candidatos tenham noções de direção veicular antes do acesso real ao veículo, que só acontece nas aulas práticas.

Utilizando os equipamentos, os futuros condutores passam por situações que permitem o domínio da máquina, como se estivessem dirigindo um veículo de verdade. A simulação da prática de direção veicular deve ser ministrada em equipamentos homologados pelo Denatran, sob a fiscalização dos órgãos executivos estaduais de trânsito e do Distrito Federal.

Serão exigidas cinco aulas com conteúdo didático, como conceitos básicos de condução, marchas, aprendizado de circulação em avenidas, curvas, estradas, vias de tráfego, regras de segurança, congestionamento e em situações climáticas e de risco.

Os futuros condutores só vão poder utilizar o simulador após o cumprimento da carga relativa às aulas teóricas. As aulas serão ministradas pelo instrutor de trânsito, o diretor de ensino ou o diretor geral do Centro de Formação de Condutores (CFC), que deve acompanhar e supervisionar cada candidato.