Fale Conosco

9 de outubro de 2012

Detran traz o programa ‘Na Pista Certa’ para a Paraíba



A partir desta quarta-feira (10) e até o dia 18 deste mês, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) vai promover atividades educativas de trânsito durante a Semana da Criança. Os eventos ocorrerão na Praça do Povo da Fundação Espaço Cultural (Funesc).

A ação será realizada em parceria com a Fundacion Mapfre, uma instituição sem fins lucrativos criada em 1975, com sede na Espanha e atuação em 39 países da Europa e América Latina, onde promove e financia atividades de interesse geral da população. A entidade mantém intensa atuação nas áreas de formação, informação, pesquisa e promoção da segurança, do patrimônio, da educação e da cultura.

As atividades a serem realizadas na Praça do Povo utilizarão a estrutura da carreta do Programa “Na Pista Certa”, que proporciona vivências lúdicas e pedagógicas em um espaço cenográfico itinerante.

Os monitores treinados apresentam conteúdos sobre segurança viária e sobre valores como o respeito ao próximo e ao meio ambiente.

Segundo a chefe da Divisão de Educação para o Trânsito do Detran, Abimadabe Vieira, “ as atividades promovem comportamentos e atitudes responsáveis e cívicas em relação ao trânsito, tanto do ponto de vista do motorista quanto do passageiro, do pedestre e do ciclista”.

O programa também inicia os participantes no conhecimento da sinalização viária e ressalta a importância das regras de convivência e de valores como solidariedade, respeito, inclusão e gentileza para a segurança e integridade das pessoas.

Desde a implantação, o programa “Na Pista Certa” já levou conteúdos sobre segurança viária para quase 30mil crianças de 6 a 10 anos em todo o país. Na Paraíba o programa chega pela primeira vez.

As mensagens educativas informam e conscientizam sobre as relações entre transporte particular, coletivo e meio ambiente, abordando temas como emissão de gases poluentes e poluição sonora.

Trânsito cenográfico – Nas pistas cenográficas que serão montadas na Praça do Povo, alunos de várias escolas públicas e particulares poderão utilizar bicicletas, carrinhos e velocípedes praticando noções básicas de segurança adquiridas após a orientação dos monitores.

“É impossível acreditar na construção de um trânsito melhor e mais humano sem um trabalho voltado para a segurança e a educação das crianças, que serão os motoristas do futuro”, avalia o superintendente do Detran, Rodrigo Carvalho.

 

Outras ações – A Divisão de Educação para o Trânsito do Detran realiza um trabalho permanente junto às escolas e empresas e também percorre o Estado com ações educativas que visam a redução de acidentes no trânsito. Um exemplo são as conferências voltadas para os motociclistas que já foram realizadas em João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras e Guarabira.

 

A equipe também se desloca para vários municípios durante festejos que movimentam as cidades e aumentam o fluxo de veículos como carnaval, São João e festas de padroeira ou de emancipação.

 

Desde o lançamento da Operação Lei Seca, no dia 21 de setembro, integrando ações do Detran e do Batalhão de Policiamento de Trânsito, a Divisão de Educação para o Trânsito vem intensificando a conscientização sobre os riscos da mistura álcool e direção.

 

A Operação Lei Seca já flagrou 124 motoristas dirigindo embriagados, elevando para 1.046 o número de flagrantes em 2012.

 

O programa – ‘Na Pista Certa’ é uma das ações desenvolvidas pela Fundacion Mapfre,  por meio do Instituto de Segurança Viária, que desenvolve atividades com o objetivo de colaborar para a redução dos acidentes de trânsito, sensibilizar a sociedade sobre este problema e contribuir para que a formação e a educação em Segurança Viária e a responsabilidade na condução se tornem assuntos de interesse público.

 

As atuações do instituto estão focadas em três fatores: conscientização dos usuários, para que tenham um comportamento mais responsável, promovendo a educação viária mediante cursos de formação para estudantes, jovens, terceira idade e empresas; aumento da segurança dos veículos, apoiando os avanços técnicos e participando de campanhas permanentes sobre os elementos de segurança ativa e passiva; e a melhoria das infraestruturas viárias, realizando trabalhos de investigação sobre infraestrutura (traçado, características geométricas, conservação e sinalização).

No que diz respeito aos grupos de risco, o Instituto de Segurança Viária volta sua ação principalmente a estudantes e jovens, em colaboração com os centros de ensino; a trabalhadores e profissionais, mediante cursos de formação online, em colaboração com empresas; e à terceira idade, mediante ações formativas dirigidas aos idosos, seus familiares e aos profissionais que os atendem.

O Instituto também utiliza novas tecnologias de informação e comunicação, fazendo da internet e das redes sociais como canais principais de divulgação da educação viária.