Fale Conosco

27 de maio de 2009

Detran tenta identificar auto-escolas ligadas a fraude na emissão de CNHs



Ainda não há previsão para a revelação do nome do Centro de Formação de Condutores acusado de participação num suposto esquema de irregularidades no setor de habilitação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

As primeiras investigações, realizadas por uma comissão especial, constataram que há indícios de participação de mais de uma auto-escola e, seguindo orientação da assessoria jurídica, a diretoria do órgão decidiu adiar a divulgação do nome do primeiro Centro de Formação de Condutores apontado pela comissão de sindicância, considerando que a revelação poderia prejudicar a segunda fase das investigações.

Oito servidores do Detran que foram afastados das funções ainda serão ouvidos, já que está sendo garantido a todos o direito constitucional de ampla defesa.

Segundo o coronel Américo Uchôa, superintendente do órgão, uma das missões da comissão especial será tentar descobrir o número de CNHs fornecidas irregularmente, para que o órgão possa cassar esses documentos dos candidatos beneficiados pelo suposto esquema de fraude.

Nelma Figueiredo, do Detran