Fale Conosco

8 de abril de 2015

Detran suspende mais de 300 carteiras de motorista na Paraíba em menos de três meses



Desde janeiro até a última sexta-feira (27), 319 motoristas tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa na Paraíba, uma média de quatro ocorrências por dia. A maioria foi de carteiras de motoristas dirigindo sob a influência do álcool.

No ano passado, 1.164 CNHs foram suspensas pelo acúmulo de 20 pontos ou por infrações em que a carteira é apreendida imediatamente. Além de dirigir sob a influência do álcool, os principais casos de suspensão na Paraíba foram de carteiras vencidas, habilitação para veículo diferente do autorizado e motociclistas sem uso do capacete, considerado um equipamento de segurança obrigatório para trafegar sobre duas rodas.

Nos casos de suspensão por acúmulo de 20 pontos em menos de um ano, o motorista é notificado e caberá a ele entregar a CNH ao Departamento Estadual de Trânsito na Paraíba (Detran-PB). O motorista será obrigado a participar do Curso de Reciclagem a ser realizado nas autoescolas credenciadas e em 30 horas de aulas terá noções de Direção Defensiva, Legislação de Trânsito, Primeiros Socorros e Relacionamento Interpessoal.

De acordo com o diretor de Operações do Detran, Orlando Soares, além de relembrar práticas importantes que não devem ser esquecidas ao se conduzir um veículo, o curso tem um efeito pedagógico e disciplinar perante a população, além dos condutores.

O tempo de suspensão varia de um mês a um ano, determinado pelo órgão ou pelo tipo de infração; no caso de dirigir sob efeito de álcool, por exemplo, é de um ano. Se for flagrado dirigindo com a carteira suspensa, o motorista terá a CNH cassada e ficará obrigatoriamente dois anos sem poder dirigir.