João Pessoa
Feed de Notícias

Detran-PB faz balanço do Movimento Maio Amarelo no Estado

quinta-feira, 2 de junho de 2016 - 17:45 - Fotos: 

“O Movimento Maio Amarelo é irreversível. Ele agigantou-se e já faz parte do calendário nacional”. A afirmação é do diretor de Engenharia do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), Ruy Bezerra, ao fazer um balanço do movimento universal no Estado.  O Maio Amarelo foi encerrado nessa terça-feira (31), em Itabaiana, com ações de educação no trânsito, em parceria com a Polícia Militar.

Durante todo o mês, várias atividades foram realizadas, a exemplo de palestras e audiências públicas em João Pessoa, Campina Grande, Mari e Alagoa Grande, com o apoio da Assembleia Legislativa e do Ministério Público da Paraíba. Entre os assuntos abordados, o destaque ficou com a questão da municipalização do trânsito.

Segundo Ruy Bezerra, dos 223 municípios paraibanos, apenas 24 têm o trânsito municipalizado, atendendo ao que determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Diante das dificuldades financeiras e orçamentárias de algumas cidades, o diretor sugeriu, em primeiro lugar, a criação do Conselho Municipal de Trânsito, com a participação da sociedade, a fim de debater a problemática da educação, segurança de trânsito e mobilidade.

Em seguida, Ruy Bezerra defendeu a utilização da rede municipal de ensino para realizar ações efetivas e contínuas de educação de trânsito, seguido de capacitação de profissionais, da implantação de serviço de coleta de dados estatísticos sobre eventos de trânsito e, finalmente, a implantação de sinalização mínima nos municípios.

“Executadas com eficiência, eficácia, efetividade e economicidade, essas ações poderão reduzir significativamente os acidentes de trânsito, vítimas e sequelados, e poderão postergar a instalação do aparelho fiscalizatório municipal”, concluiu o diretor do Detran.

No seu balanço do Maio Amarelo, a chefe da Divisão de Educação de Trânsito do Detran-PB, Abimadabe Vieira, destacou que a participação do órgão no movimento foi muito positiva. “Conseguimos mobilizar inúmeras cidades, desde o primeiro ano de sua criação em 2014, a exemplo de João Pessoa, Campina Grande, Alagoa Grande, Itabaiana, Mari, Cajazeiras, Patos, Camalaú, Sumé, entre outras”.

Segundo ela, as ações do Detran da Paraíba durante o mês de maio também mobilizaram a sociedade civil organizada, como as ONGs, motoclubes, Maçonaria e Rotary, “visando minimizar a violência nas cidades e estradas, numa busca imperiosa de salvaguarda de vidas, conscientizando os condutores quanto ao respeito aos pedestres, às sinalizações de trânsito, ao uso do cinto e demais equipamentos de segurança”. As questões da alcoolemia e uso de celular ao volante também foram abordadas durante as atividades.

Na Paraíba, o Maio Amarelo foi oficialmente aberto no dia 29 de abril, marcando o início de diversas ações de educação e conscientização, no sentido de alertar as instituições e a sociedade contra o alto índice de acidentes nas estradas e vias públicas. Além das audiências públicas, foram realizadas ações em escolas e seminário de pilotagem segura para os motociclistas.

Diversos órgãos públicos, empresas e entidades promoveram e participaram das atividades, a exemplo da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Polícia Militar, SSTP – Campina Grande, Secretaria de Saúde do Estado, Faculdade Maurício de Nassau, Sindicato dos Motoristas, Rotary Clube, Marinha, Empresa Transnacional, Sindicato das Placas, Sindicato dosDespachantes,Maçonaria, Rotary Clube eMotoclubes.