Fale Conosco

24 de novembro de 2014

Detran participa de Caminhada da Paz e apresenta espetáculo educativo nesta terça-feira



O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) participa, nesta terça-feira (25), às 8h, da Caminhada pela Paz na cidade de Solânea. A mobilização sai da Escola Padre Geraldo da Silva Pinto, no Centro. No mesmo dia, o Detran realiza o espetáculo “O Cordel do Carro Encantado”, que será apresentado na Praça 26 de Novembro, logo após o encerramento da caminhada, previsto para 9h.

A Caminhada da Paz integra a programação de aniversário de emancipação política da cidade onde o Detran realizou atividades educativas de trânsito envolvendo moradores e visitantes. A cidade de Solânea tem uma frota de 14.738 veículos. Lá está localizada a sede da 14ª Ciretran que recentemente passou por uma ampla reforma. Os investimentos foram de quase R$ 70 mil, entre obras e aquisição de móveis e equipamentos.

A campanha educativa de trânsito foi solicitada pela prefeitura da cidade e executada por equipes das Divisões de Educação e Policiamento de Trânsito do Detran. Durante toda a semana foram realizadas atividades orientando a travessia, o uso do capacete e divulgando outras regras básicas de segurança no trânsito.

Cordel do Carro Encantado – Criada em 2011, a pedido do Governo do Estado, para a Semana Nacional de Trânsito, a peça foi remontada este ano e inserida na programação da Operação Verão, aberta em João Pessoa no dia 20 de novembro. Na remontagem, “O Cordel do Carro Encantado” foi apresentado na sexta-feira (21), na cidade de Cabedelo. No sábado (22), a peça foi apresentada na cidade de Sumé e no domingo (23), na cidade de Monteiro.

A peça “O Cordel do Carro Encantado” é encenada por atores do grupo Quem Tem Boca é Pra Gritar, com direção de Myrthia Guimarães e supervisão de Humberto Lopes, especializado em técnicas de Teatro de Rua. O espetáculo tem 40 minutos de duração e pretende chamar a atenção para as regras do trânsito. Para tanto, foi concebida uma dramaturgia que conta a história de um acidente automobilístico em que tudo se sabe, menos quem foi o carro que provocou a colisão.

Na comédia, todos os personagens são carros e motos. Os atores interpretam os veículos numa espécie de trama policial para descobrir qual o carro foi responsável pela fatalidade acidente. A peça é cheia de surpresas, música e alegria, além do ritmo em cordel, pois todas as falas são rimadas do início ao fim.