Fale Conosco

29 de janeiro de 2015

Detran estabelece prazo para implantação  de sistema de monitoramento de frequência em autoescolas por biometria



O Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran) estabeleceu, até 30 de março, o prazo para que os Centros de Formação de Condutores no Estado implantem o sistema de monitoramento das aulas teóricas e frequência biométrica com reconhecimento facial. De acordo com a Portaria nº 038/2015, os Centros de Formação de Condutores, após este prazo, só terão suas aulas teóricas convalidadas com as imagens da sala de aula capturadas e transmitidas através deste novo sistema.

 Funcionamento - Com o sistema de biometria, os exames teóricos e práticos só serão marcados pelo Detran após a comprovação da frequência. Será captada a impressão digital do aluno, no início e ao fim de cada aula, permitindo que o órgão controle a frequência e o cumprimento da carga horária exigida pelas resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que é de 45 aulas teóricas para os candidatos à primeira carteira nacional de habilitação, antes da realização do exame de legislação.

Outras ferramentas - Além do sistema de biometria, câmeras deverão ser instaladas nas salas de aulas para capturar imagens e, assim, realizar o reconhecimento facial dos alunos que estarão assistindo aula. Isso possibilitará melhor controle pelo Detran com relação à presença do instrutor de trânsito, à frequência do aluno e ao cumprimento da carga horária dos cursos e exames, além de evitar fraudes.

Segundo o superintendente do Detran, Aristeu Chaves Sousa, a implantação do sistema de biometria nos Centros de Formação de Condutores é  uma ferramenta importante no controle da qualidade  da formação dos motoristas paraibanos. “Estamos prezando pela segurança e padronização na formação dos condutores. Com o sistema de monitoramento, saberemos que o aluno não só vai entrar na sala de aula, mas que assistirá a todas as aulas”, destacou.

Pioneirismo - No Detran, o sistema de biometria já é utilizado na identificação dos candidatos no momento do cadastro do Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach), quando também é feita a captura da fotografia e durante a realização dos exames médicos e psicotécnicos.