Fale Conosco

29 de outubro de 2013

Detran comemora abordagem do Enem e apresenta balanço da ‘Lei Seca’



O superintendente do Departamento Estadual de Trânsito, Rodrigo Carvalho, que também é vice-presidente do Conselho Estadual de Trânsito, vibrou ao saber que a ‘Lei Seca’ foi o tema escolhido para discussão na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem ).

Para ele, a escolha do tema levou os candidatos à uma reflexão sobre os efeitos da implantação da legislação que pune dirige sob o efeito de álcool, considerando que a maioria está na faixa etária entre 16 e 20 anos, aumenta ainda mais a importância da oportunidade de pensar sobre estes riscos e suas consequências.

Rodrigo Carvalho lembra que a ‘Lei Seca’ foi implantada em 1998. Mas, no final do ano passado, a presidenta Dilma Roussef determinou a tolerância zero e o aumento da multa para quase R$ 2 mil.

Antes disso, o governador Ricardo Coutinho criou a Operação Lei Seca, integrando as fiscalizações do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), para cumprimento da lei.

Os estudantes paraibanos inscritos no Enem pode até ter levado uma certa vantagem em relação ao tema da redação, porque aqui tem havido um grande esforço pelo cumprimento da Lei Seca”, comentou o gestor do Detran.

O números – A Operação Lei Seca foi criada em 21 de setembro do ano passado. De lá para cá, já foram abordados 35.512 veículos e aplicados 31.141 testes do bafômetro. Neste período, foram flagrados 2.409 condutores embriagados e 345 foram presos.

Em 2013, foram abordados 23.114 veículos e aplicados 22.304 testes do bafômetro. De janeiro para cá, 1.559 motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito do álcool e 235 foram presos.

Só no último final de semana, quando as provas do Enem foram aplicadas, houve 490 abordagens a motoristas e aplicados 487 testes do bafômetro. As fiscalizações resultaram em 40 flagrantes por embriaguez ao volante e um dos condutores chegou a ser preso.