Fale Conosco

16 de outubro de 2012

Detentos do presídio do Serrotão, em Campina Grande, concluem curso profissionalizante de Cozinha Básica



Vinte detentos da Penitenciária Regional Raimundo Asfora, de Campina Grande, concluíram nesta semana as atividades teóricas e práticas do Curso Básico de Cozinha. A capacitação teve duração de dez dias e foi oferecida pela Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), com apoio da Fecomércio-PB e Senac. O mesmo curso já havia sido realizado na Penitenciária de Segurança Máxima Geraldo Beltrão, em João Pessoa.  O diretor da Máxima, João Sitônio destacou a importância do curso para a melhor vivência dos presos durante a reclusão. Segundo o diretor, a comida preparada pelos apenados das duas penitenciárias melhorou significativamente.

A gerente de ressocialização da Seap, Ziza Maia, explicou que a realização de cursos profissionalizantes é mais uma ação do projeto “Cidadania é Liberdade”. Desde o ano passado o órgão  oferece uma programação variada nas áreas de educação, saúde, trabalho, cultura e família para detentos e familiares.

Este ano foram realizados cursos profissionalizantes em diversas unidades penais de todo o Estado,  como o Curso de Pizza na Penitenciária Feminina Júlia Maranhão, na Capital. No Presídio Feminino de Patos foi concluído o Curso de Corte e Costura. Os apenados da Máxima de Mangabeira, em João Pessoa, também receberam o curso de confecção de bolas. Na Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, o curso foi de Computação Básica.

A expectativa da Gerência de Ressocialização da Seap é que, até o final do ano, mais cursos profissionalizantes sejam promovidos em vários presídios do Estado. Entre eles, estão os de Instalador elétrico residencial, pedreiro, mecânica e manutenção de motocicletas, doces e salgados, embelezamento das mãos e dos pés e Informática básica. Ao todo, cerca de 700 apenados e familiares serão profissionalizados e irão receber o diploma do Senac-PB.