Fale Conosco

21 de outubro de 2011

Detentos do PB1 recebem certificado do curso de operador de micro



Quarenta detentos da Penitenciária Romeu Gonçalves de Abrantes (PB1), em João Pessoa, que participaram do curso de Operador de Micro, receberam os certificados de conclusão. O encerramento das aulas acontece nesta sexta-feira (21).

O curso teve 40 horas/aulas, divididas em práticas e teóricas, e foi organizado por meio de parceria entre a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) com a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep) e o Serviço Nacional da Indústria (Senai). A ação integra o programa “Cidadania é Liberdade”, do Governo do Estado.

Segundo o titular da Seap, Harrison Targino, o curso teve como objetivo reintegrar o detento, assim como qualificá-lo para o mercado de trabalho. “Concluir um curso de qualificação dentro do sistema prisional é uma forma de buscar chances efetivas de reingresso à sociedade por meio do trabalho. É mais uma turma que se forma com totais condições para exercer sua cidadania de forma plena. Isso é o que faz a diferença”, ressaltou.

A gerente de Ressocialização, Ivanilda Gentle, destacou a importância das ações da Secretaria em relação à qualificação. “O Governo tem colocado o foco na capacitação e reinserção social. A maioria da população carcerária é composta de pessoas que não têm condições de se manter por não possuir uma profissão. Nossa política é criar condições objetivas pela capacitação”, disse.

Para o detento Alrimar Alves da Silva, 29 anos, o curso foi um momento de aprendizado e um sonho realizado. “Sempre tive curiosidade de mexer em um computador, é um sonho que estou realizado. O certificado é muito importante, vou ter mais oportunidade quando eu sair daqui”, observou.

Para o também detento Mário Selestino dos Santos, 37 anos, o programa do Governo é uma oportunidade de mudar a visão da sociedade em relação a quem está cumprindo pena. “A Secretaria de Administração Penitenciária está mudando a visão que a população tem da gente”, disse.

A Seap tem diversos cursos de capacitação programados. “O direito ao trabalho só se completa com a capacitação”, concluiu o secretário Harrison Targino.