João Pessoa
Feed de Notícias

Detentos aptos ao voto voltam às urnas neste domingo

domingo, 28 de outubro de 2012 - 12:21 - Fotos:  João Fco/ Secom-PB

Duas unidades penais do Estado têm apenados aptos ao voto neste domingo (28). Em virtude do processo eleitoral, a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) adotou algumas medidas para que o pleito fosse realizado da mesma forma do primeiro turno.  Na Paraíba, 90 detentos podem votar. Sessenta e cinco são da Penitenciária Feminina Maria Júlia Maranhão e 25 da Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega (Róger), ambas na capital.

No mês de julho, os presos provisórios das duas unidades penais que tinham a documentação necessária receberam os títulos de eleitor dos juízes das respectivas zonas eleitorais onde os presídios estão instalados. Neste domingo, o processo eleitoral segue de forma normal até às 17h.

No caso do presídio feminino, cerca de 25 detentas receberam alvará de soltura antes da data das eleições, mas garantiram presença neste dia de votação. “A votação aqui no presídio é idêntica a qualquer outra seção eleitoral, os agentes penitenciários têm ajudado bastante o nosso trabalho e é muito bom ver que mesmo depois de livres, as mulheres vieram até o presídio para exercer a cidadania”, relatou José Marcos, que trabalha como mesário na unidade.

O secretário de Estado da Administração Penitenciária, coronel Washington França, determinou que a atenção fosse redobrada nos plantões deste domingo. Além dos efetivos normais de agentes penitenciários, todos aqueles que estiverem de folga estão de sobreaviso para qualquer eventualidade. O dia de visita foi antecipado para o sábado (27) nas cidades de João Pessoa e Campina Grande, onde acontece o segundo turno.

O secretário disse que todos os esforços estão sendo feitos para que neste domingo as unidades penais sigam a rotina normal. “Assim como no primeiro turno, nós garantimos o direito ao voto para aqueles que estavam aptos e é objetivo nosso ampliar este número para as próximas eleições. A parceria com o Tribunal Regional Eleitoral foi de extrema importância para que pudéssemos realizar o processo. A meta é que, no próximo pleito, a votação também ocorra nas unidades penais de Campina Grande”, observou.