Fale Conosco

19 de maio de 2011

Detentas são imunizadas contra hepatite B, tétano e influenza



A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária, através da Gerência de Saúde do Sistema Penitenciário, realizou uma manhã de vacinação nesta quinta-feira (19), na Penitenciária Feminina Júlia Maranhão, em João Pessoa. Todas as detentas foram imunizadas contra hepatite B, tétano e influenza.

Segundo a diretora da Penitenciária, Cinthya Almeida, esse tipo de ação é de extrema importância para a saúde das detentas. “Estamos em um ambiente com várias pessoas, passíveis a doenças infectocontagiosas, como acontece também fora da penitenciária”, afirmou.

A imunização da hepatite B é necessária, principalmente porque segundo o Hepcentro, site especializado em hepatologia médica, 15% da população brasileira já foi contaminada e 1% é portadora crônica.   Os portadores crônicos de hepatite B apresentam maior risco de morte por complicações, como cirrose e carcinoma hepatocelular (CHC), com relato de 500 mil a 1,2 milhões de óbitos por ano.

Tétano é uma doença infecciosa grave causada por uma bactéria encontrada comumente no solo sob a forma de esporos (formas de resistência). O tétano, uma doença  imunoprevenível, pode acometer indivíduos de qualquer idade e não é transmissível de uma pessoa para outra.

Também foi intensificada a campanha de vacinação contra influenza, que é uma doença respiratória aguda (gripe), causada pelo vírus A (H1N1). Este novo subtipo do vírus da influenza é transmitido de pessoa a pessoa, principalmente por meio da tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. A Gerência de Saúde do Sistema Penitenciário também imunizou a diretoria, funcionários e agentes penitenciárias da unidade.