João Pessoa
Feed de Notícias

Desenvolvimento Humano expõe ações da área social e da Segurança Alimentar durante encontro com prefeitos 

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016 - 19:03 - Fotos:  Secom PB

Algumas das principais ações implementadas na Paraíba pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), foram expostas durante o encontro de prefeitos e vice-prefeitos eleitos e reeleitos nesta segunda-feira (5), no Centro de Convenções, em João Pessoa.

Entre as iniciativas, o Condomínio Cidade Madura, ação pioneira no Brasil voltada para os idosos premiada nacionalmente. O stand da Sedh foi procurado por prefeitos e autoridades que tiveram a oportunidade de assistir ao vídeo institucional veiculado pela equipe de servidores da Secretaria.

Outra atividade, também apresentada, foi o Cartão Alimentação, implantado pelo Governo do Estado que permite autonomia ao beneficiário em situação de vulnerabilidade social, previamente cadastrado pela Sedh. Com o programa, o beneficiário pode consumir o tipo de alimento que necessitar nos estabelecimentos, que também são cadastrados, movimentando assim a economia local.

Gestão participativa – A secretária da Sedh, Cida Ramos, que acompanhou o evento ao lado do governador Ricardo Coutinho, da vice-governadora Lígia Feliciano e demais secretários de Estado destacou a importância do modelo da atual gestão que preserva as relações entre Estado e municípios, elevando a qualidade de vida dos paraibanos.

“O governador Ricardo Coutinho convocou todos os prefeitos para junto com o Estado estabelecerem parcerias em programas, ações e serviços que objetivem enfrentar a mortalidade materna e infantil, elevar os indicadores educacionais, inserir as pessoas no mercado de trabalho, fazer com que as crianças tenham acesso a primeira infância através da construção das creches e, com isso, desenvolver as regiões. Ou seja, uma nova forma de gestão com base nos interesses dos paraibanos”, afirmou.

Cida Ramos também destacou que a Paraíba está entre o grupo de Estados com as finanças equilibradas, no cenário em que apenas sete unidades federativas apresentaram resultado positivo.