João Pessoa
Feed de Notícias

DER recupera estradas paraibanas até agosto e faz alerta a motoristas

terça-feira, 15 de junho de 2010 - 09:18 - Fotos: 

Até o final de agosto deste ano, o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) irá concluir os trabalhos de “tapa buraco” nas rodovias estaduais da Paraíba. Cerca de 150 homens estão trabalhando dia e noite para terminar os serviços dentro no prazo. Mas enquanto as obras não ficam prontas, o superintendente do órgão, Solon Diniz, recomenda precaução a quem for viajar pelos trechos interditados neste período junino.
 
Segundo ele, apesar de ter sinalização, as áreas que estão sendo recuperadas têm desvios e podem representar um perigo a motoristas menos atentos. Por isso, as pessoas devem ficar atentas quando trafegar nos seguintes trechos:

PB 087 Pilões/ Areia, PB 057 Mamanguape/ Aragagi, PB 325 Catolé do Rocha / divisa com Rio Grande do Norte, PB 306 Maturéia/ Princesa Isabel, PB 312 BR 361/ Emas, PB 214 Sumé/ Congo, São Bentinho / Coremas, Brejo de Cruz / Belém de Brejo de Cruz , Areia/ Alagoa Grande, Santa Luzia/ Várzea, Santa Luzia/ São José do Sabugi e Picuí/ divisa (Carnaúbas dos Dantas).

Recuperação da malha rodoviária

A Operação ‘Tapa Buraco’ começou em maio de 2009 e já consumiu mais de 3,5 toneladas de massa para asfalto. A meta é recuperar toda a malha rodoviária do Estado, estimada em cinco mil quilômetros. As estradas receberam obras de recapeamento, limpeza de drenagem e roçada manual. Os recursos vieram do Tesouro Estadual.

O superintendente do órgão, Solon Diniz, explica que a operação ‘Tapa Buraco’, iniciada em maio do ano passado, está atuando em dez frentes de trabalho e já recuperou a maioria das estradas da Paraíba. Para executar as obras, o DER ainda precisou contratar mão de obra terceirizada e adquirir novos equipamentos.

Quando assumiu a superintendência do DER, em março do ano passado, a diretoria do DER fez um levantamento sobre a situação das estradas da Paraíba e descobriu que a maioria da malha rodoviária estava em péssimas condições de uso.

“Quase todas as rodovias estavam sem condições de uso. Até as rodovias novas, com dois, três anos de construída, já apresentavam problemas, mostrando que o trabalho foi mal feito. A vida útil de uma rodovia é de seis anos. Menos que cinco anos não é para apresentar nada”, afirmou Sólon

“O alerta que fazemos ao usuário que fique mais atento à fiscalização e desenvolva pouca velocidade quando passar pelos trechos em obras, porque elas têm desvios e podem causar acidentes em quem tentar usar a velocidade normal”, orienta o superintendente.

Sinalização

O DER está concluindo um projeto para melhorar a sinalização em todas as rodovias da Paraíba. Sólon explicou que a falta de sinalização é um sério problema nas PB’s. “Com exceção dos trechos novos, praticamente não há sinalização nas estradas. Mas o Governo do Estado já autorizou a realização de um levantamento de custos para implantar a sinalização nas rodovias e resolver esse problema”, salientou.  

Dados do DER indicam que dos quase cinco mil quilômetros de rodovias sob a responsabilidade do governo estadual, só a metade é asfaltada. A outra parte que é pavimentada estava em estado de abandono. Apesar de estar na fase de conclusão, os trabalhos de ‘tapa buraco’ não serão paralisados.

“Iremos continuar com essa operação para fazer serviços de manutenção. Assim que formos informados de algum novo buraco na pista, enviaremos uma equipe lá para fazer o reparo”, informa Solon Diniz.

Trechos em obras

Trechos que estão sendo restaurados:
PB 087 Pilões/ Areia
PB 057 Mamanguape/ Aragagi
PB 325 Catolé do Rocha / divisa com Rio Grande do Norte
PB 306 Matureia/ Princesa Isabel

Trechos que estão sendo pavimentados
PB 312  BR 361/ Emas
PB 214 Sumé/ Congo

Trechos com Operação ‘Tapa Buraco’
São Bentinho / Coremas
Brejo de Cruz / Belém de Brejo de Cruz
Areia/ Alagoa Grande
Santa Luzia/ Várzea
Santa Luzia/ São José do Sabugi
Picui/ Divisa (Carnaúbas dos Dantas)

Nathielle Ferreira, da Secom-PB