Fale Conosco

3 de outubro de 2011

Dengue mantém declínio na Paraíba, e percentual de cura da doença chega a 99,9%



A Secretaria de Estado da Saúde (SES) encerrou a 38ª semana epidemiológica com um acumulado de 3.194 casos descartados. Das 7.433 confirmações de dengue, mantêm-se o percentual de evolução para cura em 99,9% dos casos e, para óbito em 0,1% dos casos. Durante a semana, foram registradas 29 novas notificações de suspeita de dengue, nos municípios de Bayeux, Itabaiana, João Pessoa, e Mãe D’água.

Durante a semana não foram confirmados casos de dengue com complicações nem de febre hemorrágica da dengue. O número de óbitos também permanece o mesmo. Entretanto, a SES mantém o trabalho de reinvestigação de prontuários de óbito e podem ser confirmados outros óbitos no Estado. A gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Júlia Vaz, destacou que a importância desse trabalho é ter uma taxa de letalidade confiável, sem subregistro.

O Governo do Estado através da SES iniciou, desde o mês de setembro, o cronograma de ações de mobilização para a construção do Plano de Contingência 2012. O primeiro momento foi uma reunião interna da Vigilância em Saúde da SES na qual foi feita uma avaliação das ações desencadeadas em 2011 e a construção de novas propostas para 2012. O segundo momento consistiu em uma reunião com o município de João Pessoa para pactuação de ações a serem realizadas em parceria no ano que vem.

Nesta quarta feira (5) a SES realizará uma reunião com a prefeitura e Secretários da Educação e Saúde do município de Alagoinha, para planejamento de uma ação integrada em que será realizada uma ação educativa na escola com distribuição do jogo infantil ‘Olimpíada da Dengue’.

“A partir de agora estamos iniciando a fase de trabalho preventivo para 2012, e o público alvo para intervenção são as crianças. Com esse trabalho esperamos que, no início do ano, nossas crianças saibam como se prevenir contra a doença e cobrem dos seus pais, vizinhos e colegas bons hábitos e costumes no combate aos criadouros do vetor”, comentou Júlia Vaz.

Outra ação, que será realizada na quinta-feira (6), no auditório da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) da SES, durante todo o dia, é a discussão com os 16 municípios prioritários para execução do programa Vigilância Entomológica do Aedes aegypti no Brasil (LIRAa). “Este programa nos permitirá avaliar o nosso Índice de Infestação Predial (IIP) no momento atual e vai nos servir como ferramenta norteadora de ações para o controle vetorial”, concluiu Júlia Vaz.

Novos dados – Até o dia 24 de setembro, foram registrados 7.230 casos de dengue clássica (DCC); 114 de dengue com complicações; 89 de febre hemorrágica da dengue (FHD); sete óbitos e 3.194 casos foram descartados.