João Pessoa
Feed de Notícias

Delegacia móvel percorre bairros em atendimento à mulher e a população

quinta-feira, 7 de março de 2013 - 17:10 - Fotos:  Kleide Teixeira / Secom-PB

A Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) montou estande e Delegacia Móvel nesta quinta-feira (7) no Parque Solon de Lucena, em João Pessoa, para atendimento itinerante às mulheres e o público em geral. A ação, que percorrerá oito bairros da cidade até o dia 25 de março, é promovida pela Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana e tem apoio da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social, do Centro de Referência Municipal da Mulher ‘Ednalva Bezerra’ e do Juizado Especial de Violência Doméstica contra Mulher. O objetivo é informar a população sobre a Lei Maria da Penha e alertar sobre a violência de gênero.

Na condição de cidadã, a primeira dama do Estado, Pâmela Bório, visitou o estande armado no Parque Solon de Lucena e declarou que todos devem se unir em torno da cultura da não violência contra a mulher. “Estou aqui inclusive como cidadã e a violência contra a mulher se manifesta de várias formas. Acredito que todas as secretarias e diversas instituições civis e públicas devem se unir em torno dessa causa porque a mulher é o cerne da sociedade”, enfatizou, lembrando que a lei mudou e que agora a vítima não precisa prestar queixa ou denunciar. Qualquer vizinho, familiar, que testemunhe o ato de violência contra a mulher pode denunciar

Pâmela Bório ressaltou ainda que o dia da mulher não se resume ao dia 8 de março. “Todos os dias são dias de luta, de superação em que a gente procura vencer os desafios que são impostos e o preconceito é um desses desafios”, afirmou

Rita de Cássia Andrade, juíza titular e coordenadora da Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça da Paraíba, afirmou que as campanhas de divulgação da Lei Maria da Penha têm contribuído com o aumento do número de mulheres denunciando casos de violência. Ela avaliou que o trabalho da Polícia Civil em montar tendas e percorrer bairros da Capital, de incentivar a denúncia é muito importante. “Paralelo à essa ação o Juizado da Mulher também está lançando o programa Justiça em seu Bairro, Mulher exige Respeito. Nós vamos estar semanalmente, ao longo do ano, em um bairro diferente, fazendo palestras,  conscientizando as mulheres”, anunciou.

A promotora de Justiça em Defesa da Mulher, Rosane Maria Araújo de Oliveira, disse que a iniciativa de instalar a Delegacia Móvel nos bairros é muito válida, na perspectiva de combater a violência contra a mulher. “É fundamental que a gente estreite esse diálogo”, afirmou, adiantando que as mulheres vítimas da violência podem procurar o Ministério Público e chegar à Promotoria de Defesa da Mulher, aqui em João Pessoa na avenida 13 de maio, nº 691, e o telefone é o 2107-6016.

A delegada geral da Polícia Civil, Ivaniza Olimpo, informou que na manhã desta sexta-feira (8), haverá uma recepção às mulheres, com café da manhã, na Delegacia Especializada da Mulher, na avenida Pedro II. A titular da Delegacia da Mulher, Maíza Félix, lembrou que o trabalho é preventivo vai percorrer bairros e convidou a população a se dirigir à Delegacia Móvel. Confira abaixo os locais.

A senhora Ana Maria do Vale, foi atendida na manhã desta segunda-feira, na tenda instalada no Parque Solon de Lucena e aprovou a iniciativa dos poderes em orientar a população, em especial a mulher sobre seus direitos. “É importante esse tipo de ação porque existem muitas mulheres que não conhecem seus direitos e o trabalho itinerante é necessário”.

Os bairros para a campanha foram selecionados a partir de pesquisa estatística dos maiores índices de violência contra mulher, de acordo com dados do Centro de Referência da Mulher de João Pessoa e Casa Abrigo Estadual Aryane Thais. Os bairros que serão atendidos são: Colinas do Sul, Lagoa, Mandacaru, Mangabeira, Bancários, Valentina, Manaíra e Cristo Redentor.

Na Paraíba, a Rede de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar oferece mais de 20 tipos de serviços, entre eles, Casa Abrigo, nove delegacias especializadas, centros de referência, o Núcleo de Atendimento na Defensoria Pública, Promotoria da Mulher no Ministério Público, Juizado Especial de atendimento às Mulheres em João Pessoa, Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres, entre outros.

Em 2012, para reforçar a rede de proteção e atender mulheres em cidades do interior do Estado, a Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana inaugurou o Centro Estadual de Referência da Mulher Fátima Lopes, em Campina Grande. O serviço, inaugurado em novembro, já atendeu 32 mulheres de 14 cidades da região da Borborema.

Confira os locais de atendimento da Delegacia Móvel a partir da próxima semana

 

Dia 12- Mandacaru, no estacionamento do Cras

Dia 13 – Mangabeira – Praça Cristo Rei

Dia 14 – Bancários – Na Praça da Paz

Dia 15 – Valentina – Praça Soares Madruga

Dia 19 – Manaíra – Praça Alcides Carneiro

Dia 25-  Cristo Redentor – Estacionamento externo da Escola José Lins do Rego