Fale Conosco

15 de janeiro de 2014

Delegacia da Infância e da Juventude divulga balanço das ações em Campina Grande



A Delegacia da Infância e da Juventude (DIJ) da Polícia Civil em Campina Grande contabilizou um aumento de 33% no número de Procedimentos Especiais no ano de 2013. Comparando com os 274 procedimentos concluídos em 2012, a Delegacia da Infância encerrou o ano com 90 registros a mais. Os dados foram divulgados pelo cartório da DIJ, localizado na sede da Polícia Civil em Campina, no bairro do Catolé.

Segundo o levantamento, houve a participação de 376 adolescentes envolvidos em atos infracionais, no ano de 2013. Os nomes de cada jovem acusado estão listados nos 364 Procedimentos Especiais da Criança e do Adolescente que a delegacia instaurou no ano passado.

Foram 260 situações de flagrante e em 230 delas houve apreensão de algum objeto proibido, como armas e drogas, o que representou 71% dos procedimentos. De acordo com a delegada Nercília Dantas, em 91 ocorrências os menores estavam armados, o que representa 28% dos casos. “Desses 376 adolescentes, pelo menos 52 são reincidentes, merecendo destaque o fato de que dois adolescentes estão envolvidos em, pelo menos, 5 procedimentos cada um”, acrescentou Nercília.

O mês que registrou o maior número de procedimentos foi setembro, com 34 casos, seguido pelo mês de dezembro, com 32. Mas foi o último mês do ano que notificou a maior incidência de roubos envolvendo menores, com 15 registros.

No total, foram 91 roubos, 46 porte ou posse de armas, 31 ocorrências de tráfico e 26 casos de furto. Os demais atos infracionais são de menor potencial, a exemplo de lesão leve, crimes contra a honra e ameaça. Tudo isso praticado por adolescentes no ano de 2013”, detalhou a delegada.

A DIJ trabalha em parceria com a Delegacia de Repressão aos crimes Contra a Infância e Juventude. Juntas, finalizaram o ano com 37 prisões, entre cumprimento de Mandados de Busca e Apreensão de Adolescentes, cumprimento de Mandado de Prisão e Prisões em Flagrante Delito.

As duas delegacias abrangem a cidade de Campina Grande e os distritos. Entre as ações policiais que mais se destacaram em 2013 estão a prisão de um homem acusado de vários estupros no bairro das Malvinas, a prisão de quatro pessoas acusadas de atear fogo e matar uma menina de 12 anos no ano de 2010 e a autuação de 15 pessoas durante o período do São João, na Operação Infância Segura. Os autuados foram flagrados oferecendo bebidas alcoólicas a menores de idade.

Eficiência – O delegado seccional da Polícia Civil em Campina, Iasley Almeida, parabenizou o desempenho de todos os policiais civis da 10ª DSPC. “Nós temos excelentes profissionais na Polícia Civil, tanto nas delegacias desta Central como nas delegacias distritais. Não foi à toa que o Ministério da Justiça apontou as polícias da Paraíba como a mais bem avaliadas do Brasil, em resultado de pesquisa publicada recentemente”, elogiou o delegado.