Fale Conosco

19 de novembro de 2012

Defesa Civil reforça ações de combate à seca nas regiões mais atingidas do Estado



A Defesa Civil Estadual tem reforçado as ações emergenciais de combate aos efeitos da seca, por meio do monitoramento das áreas atingidas, da distribuição de água e de ração animal, além da manutenção e o auxílio na restauração dos poços, que garantem o abastecimento nas comunidades mais afetadas. O órgão reforça a parceria entre as Secretarias de Infraestrutura (SEIE) e do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap) e da Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa) nas atividades do Comitê Integrado de Combate à Seca na Paraíba.

A orientação da equipe é priorizar o controle no fornecimento de água nas regiões onde a situação está mais crítica, associando esse trabalho ao alerta de conscientização da população ao consumo consciente. “O cuidado com as condições dos animais também tem sido uma das preocupações do nosso trabalho, pois na maioria dos casos eles são a única fonte de renda e subsistência das famílias. Neste momento, os moradores das áreas mais afetadas estão recebendo total apoio do Governo, que tem reforçado a distribuição de rações e silagem para preservar a vida dessas espécies”, enfatizou o coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Walber Rufino.

De acordo com a direção do Comitê de Combate à Seca, a meta inicial é distribuir um total de 19 mil toneladas de ração animal até o final de novembro, com prioridade para o Sertão e Cariri. Os repasses foram iniciados no mês de agosto e já alcançaram mais de 30 mil famílias em todo o estado.

Restauração de Poços – A Secretaria de Infraestrutura também é responsável pelo trabalho de mapeamento e restauração de poços artesianos que não estão funcionando por algum tipo de problema técnico. Os responsáveis pela avaliação das instalações já registraram a necessidade de manutenção em 486 pontos, onde serão viabilizadas algumas intervenções específicas para que as fontes voltem a abastecer a população. O programa recebeu investimentos de mais de R$ 3 milhões e as primeiras restaurações já foram iniciadas.