João Pessoa
Feed de Notícias

Defensoria Pública fará atendimentos na Programação Estadual da Mulher

segunda-feira, 14 de março de 2011 - 08:04 - Fotos: 

Uma equipe formada por cinco defensoras públicas e uma psicóloga vai realizar uma série de atendimentos jurídicos durante a Programação Estadual da Mulher e da Diversidade Humana, no período de 15 a 31 deste mês, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. A equipe foi designada pelo defensor público geral do Estado, Vanildo Brito, que juntamente com o subdefensor geral Charles Pereira participa na próxima terça-feira (15) da abertura do evento pelo governador Ricardo Coutinho, às 11h, no Palácio da Redenção, em João Pessoa.

Atendendo a convite da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, a Defensoria Pública vai realizar uma força tarefa na Penitenciária Feminina de Cajazeiras na próxima quarta-feira (16). “A equipe que foi designada vai estar o dia todo na Penitenciária verificando os prontuários de cada uma das detentas para encontrar quem necessite de algum benefício, como por exemplo progressão de regime (do fechado para semi-aberto) ou qualquer outro tipo de requerimento”, explicou o defensor geral.

Já no próximo dia 17, a Defensoria Pública vai prestar atendimento e orientação jurídica a mulheres na cidade de Guarabira. No dia 19, a equipe segue para Monteiro e no dia 24 deste mês estará presente na programação que será realizada no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, na Capital. Ainda dentro da Programação Estadual da Mulher e da Diversidade Humana, a Defensoria vai levar orientação jurídica a mulheres de Santa Luzia no dia 25; do Presídio Feminino Júlia Maranhão, em João Pessoa, no dia 28, e encerra a participação no dia 29 com a força tarefa na Penitenciária Feminina de Campina Grande.

De acordo com o defensor geral, Vanildo Brito, a Defensoria Pública tem um papel muito importante na Rede de Atendimento à Mulher. “Nós temos o Núcleo Especializado de Assistência Jurídica e Psicossocial às Mulheres Vítimas de Violência, que fica no Núcleo de Atendimento (avenida Dom Pedro II, no Centro da Capital) e prestamos a assistência jurídica necessária a quem se sentir vítima da violência, seja sexual, física, emocional, doméstica, política, religiosa e econômica. Por isso, estamos engajados nessa programação especial que o Governo do Estado vai oferecer nas duas últimas semanas do mês em homenagem às mulheres”, disse.