Fale Conosco

10 de junho de 2014

Custo de vida sobe 0,91% no mês de maio em João Pessoa



Pesquisa do Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme) registrou um aumento de 0,91% no Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da cidade de João Pessoa no mês de maio. Com isso, a taxa que se refere à variação de preços médios de produtos e serviços já apresenta o acumulado de 9,15% nos últimos 12 meses e 4,69% no ano. Dos sete grupos que compõem o estudo, também conhecido como custo de vida, quatro apresentaram aumentos acima de 0,90%: Saúde (0,99%), Vestuários (1,79%), Serviços Pessoais (1,91%) e Alimentação (2,18%).

De acordo com o Ideme, as maiores variações positivas registradas no grupo Alimentação ocorreram nas hortaliças e verduras (9,88%), nos tubérculos e raízes (5,18%), nas carnes e peixes industrializados (4,19%), no sal e condimentos (4,11%), nos panificados (3,67%), leite e derivados (2,95%), aves e ovos (1,79%) e carnes frescas e vísceras (1,55%). A variação negativa mais significativa ocorreu no item pescados (7,17%).

No grupo Serviços Pessoais, o acréscimo de 1,91% se deu principalmente pelos aumentos de preços médios em itens como loterias e flores (4,84%), leitura (4,04%) e educação (3,63%). No Vestuário, a alta de 1,79% foi justificada pelos reajustes de preços médios dos itens joias e tecidos (13,11%), calçados (3,26%) e roupa de mulher (1,72%). Já o aumento de 0,99% no grupo Saúde e Cuidados Pessoais foi influenciado pelo desempenho positivo de 2,47% ocorrido no item higiene e cuidados pessoais.

Dos demais grupos do IPC calculado em João Pessoa pelo Ideme, o Transporte e Comunicação apresentou um acréscimo de 0,62%, enquanto que Habitação foi de 0,40%. O grupo Artigos de Residência foi o único a apresentar deflação de 1,01% com quedas de preços médios nos itens: tv e som (9,13%), cama mesa e banho (6,41%) e utensílios e enfeites (0,66%).

Levando-se em consideração apenas os reajustes individuais, os produtos cujos preços mais aumentaram em maio foram: sapato masculino (30,47%), camisa infantil (28,58%), chuchu (24,77%), tomate (21,27%), rádio (18,57%), feijão verde (18,10%), alface (14,23%), calça de criança (13,25%), tênis masculino (12,98%), bacalhau (12,91%), queijo do reino (12,77%), repolho (11,69%), abacaxi (11,30%), móveis de sala de jantar (10,65%), batata doce (9,36%), mel de abelha (9,26%) e coentro (8,62%).