João Pessoa
Feed de Notícias

Cursos profissionalizantes auxiliam na ressocialização dos apenados

terça-feira, 9 de outubro de 2012 - 08:55 - Fotos:  João Francisco/Secom-PB

Estímulo ao conhecimento e valorização da autoestima são elementos básicos dos cursos profissionalizantes oferecidos aos apenados paraibanos através do setor de Ressocialização da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). De acordo com dados do órgão, em 2012, já foram realizados sete cursos com um total de 11 turmas, desenvolvidos através de parcerias com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-PB) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-PB).

As atividades são promovidas com o objetivo de auxiliar no trabalho de reinserção dos apenados na sociedade, oferecendo ferramentas que incentivem o ingresso e a atuação efetiva no mercado de trabalho.

“O cárcere, por si só, gera baixa estima. Na hora que o reeducando sai da cela para um ambiente coletivo ele ali participa, interage, socializa as ideias e percebe nitidamente uma mudança na sua postura e no seu comportamento”, avalia a gerente executiva de Ressocialização, Ziza Maia.

Atualmente, estão sendo realizadas capacitações de Cozinha Básica, na Penitenciária Regional de Campina Grande Raimundo Asfora (Serrotão), e a formação em Instalação elétrica residencial, com internos da Penitenciária Padrão Regional de Cajazeiras.

No Sertão, 36 internos estão participando do programa, que prevê uma carga de 100 horas de aula com técnicas específicas para a execução da função.  O trabalho no Serrotão será desenvolvido durante dez dias úteis totalizando 40 horas/aula, com a participação de 20 integrantes. A capacitação será concluída no próximo dia 18 e, além de melhorar a mão de obra para o mercado de trabalho, viabiliza a melhora na qualidade da alimentação produzida para a população carcerária.

A metodologia utilizada durante as ações são desenvolvidas no mesmo padrão técnico das atividades tradicionais das entidades parceiras, contemplando teoria e prática no intuito de fornecer ao detento o conteúdo exigido pelo mercado. Os participantes recebem certificado após a conclusão dos cursos e o documento não menciona a condição de apenado, como também não informa o local onde a atividade foi executada.

“No momento que ele é certificado gera nele uma expectativa muito positiva de poder dar a volta por cima, de responder para a sociedade e para os seus familiares que está se reinserindo, lutando para sair dessa condição de apenado, e passando a ser um trabalhador”, finalizou Ziza Maia. 

Cursos realizados em 2012 – Preparação de Doces e Salgados na Penitenciária Maria Júlia Maranhão; Curso de Corte e Costura no Presídio Feminino de Patos; Curso de Pizza no Presídio feminino de João Pessoa e no Presídio Feminino de Campina Grande; Curso de Cozinha Básica no Presídio Geraldo Beltrão, em João Pessoa, e no Presídio Serrotão, em Campina Grande; Curso de Informática Básica na Penitenciária de Segurança Média em João Pessoa; Curso de Instalador Hidrossanitário no Presídio Padrão de Guarabira e o Curso de Confeccionador de Bolas de Couro, no Presídio Geraldo Beltrão, em João Pessoa.

Próximas Atividades – As próximas ações previstas são os Cursos de manutenção de motocicletas (Padrão de Catolé do Rocha – Janeiro de 2013), Instalação elétrica residencial (Padrão de Patos, em Novembro), embelezamento de mãos e pés (Feminino de Patos, Cajazeiras).