João Pessoa
Feed de Notícias

Curso Portas Abertas de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde segue nesta quarta-feira

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 - 18:13 - Fotos:  Ricardo Puppe

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB), em parceria com o Centro Formador de Recursos Humanos da Paraíba (Cefor-RH), dá seguimento, nesta quarta-feira (17), às atividades da terceira e última unidade da modalidade ‘Portas Abertas’ do Curso de Especialização em Gestão do Trabalho e Educação na Saúde. A “Negociação como instrumento de gestão” foi o foco da discussão na mesa ampliada durante toda a manhã. A formação, que acontece de 8h30 as 16h30, no auditório do Cefor, prossegue até quinta-feira (18).

De acordo com o diretor do Departamento de Gestão e da Regulação do Trabalho em Saúde (Degerts) do Ministério da Saúde, Ângelo D’Agostini, a discussão sobre a negociação coletiva nas gestões de saúde é imprescindível para integrar a temática de gestão de trabalho envolvendo todas as pessoas do processo. “Além de pensar no trabalho em si, a negociação coletiva pensa sobre como melhor desenvolver o trabalho, desenvolvendo e contemplando todos os atores. Os conflitos são inerentes às relações humanas e a negociação coletiva, no trabalho, é um mecanismo de gestão para antecipar a resolução dos conflitos”, afirmou.

Ângelo comentou, também, que é muito importante estender discussões como esta para estados e municípios. “Nacionalmente é possível desenvolver negociações, mas é nas esferas estaduais e municipais que se estabelece a implementação do que foi negociado. Por isso é indispensável manter o vínculo de qualificação com os gestores, de modo que eles permaneçam sempre atualizados e levando os conhecimentos para a prática diária”.

Na oportunidade, o presidente do Conselho Estadual de Saúde da Paraíba, Eduardo Cunha, mencionou que a discussão da mesa ampliada também se estende às ações de trabalho. “Não só no que diz respeito ao salário, mas tudo o que se refere ao trabalho, envolvendo trabalhadores e gestores. Saúde, educação, qualidade e condições apropriadas de trabalho, tudo isso deve entrar em discussão para fortalecer o Sistema Único de Saúde como um todo”, pontuou.

Curso – O Curso de Especialização em Gestão do Trabalho e Educação em Saúde é resultado da parceira da SES-PB com o Conselho de Secretarias Municipais da Paraíba (Cosems) e a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), e é um dos componentes do Programa de Qualificação e Estruturação da Gestão do Trabalho e da Educação no SUS (Progesus/MS). Tem o objetivo de formar gestores na área de gestão do trabalho e da educação em saúde e gerar competências para o desenvolvimento de ações e atividades no âmbito dos serviços e da gestão do SUS.

A qualificação totalizou 300 horas de aula, divididas em três unidades (Unidade I – Políticas Públicas e Gestão do Trabalho e Educação na Saúde – 68h/aula; Unidade II – Gestão da Educação na Saúde – 104h/aula; Unidade III – Gestão do Trabalho na Saúde – 132h/aula). Entre técnicos e gestores da saúde – estaduais e municipais – da área de gestão do trabalho e educação na saúde, ao todo 12 alunos concluirão o curso. No entanto, ao longo do processo, foram realizadas Mesas Ampliadas e Portas Abertas para não alunos, técnicos, gestores da saúde e convidados.

O ‘Portas Abertas’ tem por objetivo dar acesso a técnicos, gestores e conselheiros e demais interessados a participarem das aulas, conhecendo mais sobre a Gestão do Trabalho e Educação na Saúde e suas várias vertentes.  Durante os três dias de evento, que marcam a terceira e última etapa de curso, serão abordados os seguintes temas: Valorização do Trabalhador no SUS – A Política de Humanização e a Saúde do Trabalhador; Negociação como Instrumento de Gestão – A Experiência da Mesa Nacional de Negociação Permanente do SUS e Dramatização de Situações que Envolvem a Negociação do SUS.

“A modalidade ‘Portas Abertas’ reflete a visão do curso em ampliar a discussão sobre a gestão do trabalho, pois a temática não interessa apenas ao técnico do setor específico, mas a todos trabalhadores do SUS. É importante ressaltar que o assunto diz respeito diretamente ao bem estar do trabalhador, abordando a valorização do trabalho e seus direitos, enquanto pessoa e profissional inserido no serviço, seja na assistência ou na gestão”, explicou a coordenadora do Curso de Especialização em Gestão do Trabalho e Educação na Saúde para o Estado da Paraíba, Tammy Lacerda.