João Pessoa
Feed de Notícias

Curso estimula debate de temática LGBT nas escolas estaduais

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012 - 15:34 - Fotos: 

Incentivar o debate sobre direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) foi o principal objetivo do curso para professores e educadores da rede estadual de ensino promovido pela Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (Semdh), em Campina Grande. A segunda fase da capacitação foi destinada para a avaliação do Plano de Ação Integrada (PAI), de cada comunidade escolar.

Cerca de 50 profissionais da 3º Regional de Ensino, entre professores e gestores participaram dos debates das ações desenvolvidas em onze municípios.

“O objetivo foi mostrar as conquistas e as dificuldades enfrentadas por cada grupo de educadores ao tratarem de temas como a diversidade sexual, homossexualidade, homoafetividade, população, direitos e cidadania de Lgbt’s nas escolas”, informou a gerente executiva de Direitos Sexuais e Lgbts da Semdh, Roberta Schultz.

Ela lembrou que, em junho deste ano, na primeira etapa do curso, os educadores participaram de aulas presenciais e elaboraram para cada escola, uma estratégia de como trabalhar a temática dentro da sala de aula.

“É merecido o destaque desse feito. Professores das diversas áreas do conhecimento (Matemática, Ciências, Física, História, Línguas e Artes) estiveram envolvidos nas atividades, contribuindo com a valorização do ensino”.

A 3ª Regional de Ensino, através do núcleo pedagógico, articulou as ações integradas do PAI, nas escolas da região, entre elas, a Estadual Dr. Elpídio de Almeida (Prata), José Pinheiro e a Nenzinha Cunha Lima. As temáticas foram trabalhadas nas escolas durante o mês de outubro.

“A 3ª Regional de Ensino, através dessas 10 escolas de Campina Grande, está de parabéns pela iniciativa e coragem de enfrentar o grande desafio de trabalhar, dentro da comunidade escolar, temas que geram debates profundos. Todo o processo foi planejado em conjunto, de forma democrática e bem articulado”, disse Roberta Schultz.

PAI- O Plano de Ação Integral foi construído coletivamente pelos gestores e professores das escolas, que de forma prática elaboraram estratégias de como trabalhar a temática sobre Direitos Humanos nas escolas.

“Tivemos professores, por exemplo, que trataram da temática dos direitos humanos para Lgbt’s com a promoção de palestras, exibição de vídeos, rodas de diálogos e pesquisas”, informou o gerente operacional de Promoção da Cidadania LGBT da Semdh, Luciel Araújo.