João Pessoa
Feed de Notícias

“Cultura de Paz” é tema de formação para educadores da rede estadual de ensino

sexta-feira, 25 de abril de 2014 - 16:30 - Fotos:  Diego Nóbrega

Consultores pedagógicos do Programa Liga pela Paz estiveram em várias escolas da Paraíba durante esta semana ministrando um curso de formação voltado para educadores abordando o tema “Educação para a Paz”. A formação aconteceu nas cidades de Sousa, Patos, Campina Grande e João Pessoa e alcançou os municípios de Cajazeiras, Uiraúna, Itaporanga, Maturéia, Manaíra, Ingá, Guarabira, Cabedelo, Alagoinha e Duas Estradas. Na Paraíba, 31 escolas públicas de todo o Estado estão envolvidas com a Liga Pela Paz, o que representa um número de aproximadamente cinco mil alunos e 155 educadores.

A professora comunitária da Escola Estadual de Ensino Fundamental Deputado Gustavo Amorim, de Guarabira, Joelma Souto, participou da formação em João Pessoa e ressaltou a importância do programa, relatando que na escola em que trabalha acontecia muitas situações de violência, pois a maioria dos pais dos alunos é formada por presidiários, o que refletia negativamente no comportamento dos estudantes. “Certa vez, uma aluna de 10 anos levou um canivete para sala de aula, cortou o braço do colega e ainda o ameaçou. Ela costumava roubar e era criticada por muitas pessoas do bairro. Depois da implantação do programa Liga pela Paz ela é outra pessoa, deixou de ser agressiva e até pediu perdão ao aluno que tinha machucado”, contou Joelma.

A Liga pela Paz é uma metodologia desenvolvida através da inteligência relacional que trabalha com educação emocional e social através do conteúdo da Cultura de Paz para educandos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. O alvo são as escolas que enfrentam problemas de violência, buscando solucionar problemas de convivência e auxiliando a melhorar os indicadores de aprendizagem. O aumento deste índice pode ser comprovado na Escola Braz Baracuhy, no Bairro Castelo Branco, em João Pessoa, onde o IDEB subiu de 2,5 para 6,7, depois de três anos de implantação do método.

Além desta etapa de formação, o projeto Liga pela Paz dá suporte à escola durante todo o ano, fazendo acompanhamento pedagógico, formação continuada e avaliando resultados. “As aulas de Cultura da Paz são diferentes, alegres e motivantes, pois o aluno expressa sua emoção e assim o professor pode entender qual será o clima da aula. Também são feitos exercícios de quietude e atenção, visando a disciplina e o foco do aluno e o grupo de diálogo, em que eles são ensinados a ouvir para compreender, trabalhando com o conteúdo do livro e, por fim, uma despedida com um abraço da paz”, destacou a consultora pedagógica do Liga pela Paz, Maise Cordeiro.