João Pessoa
Feed de Notícias

Cultivo de pimenta surge como alternativa econômica para agricultor familiar

terça-feira, 23 de agosto de 2016 - 10:53 - Fotos:  Secom-PB

As muitas vantagens econômicas apresentadas na produção de pimenta têm feito com que agricultores familiares façam opção pelo seu cultivo, como também devido aos fáceis tratos culturais, com mercado consumidor cada vez crescente nos grandes centros urbanos, além de uso reduzido de água, podendo ser desenvolvida durante todo o ano.

A Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e da Pesca (Sedap), implantou unidades demonstrativas que servirão de modelo para os agricultores que desejarem trabalhar com essa cultura. No escritório da Emater em Alagoa Grande, com acompanhamento da regional em Guarabira, já existem unidades demonstrativas de produção de mudas, inclusive disponibilizada à tecnologia utilizada, já comprovada a sua eficiência.

O extensionista Paulo Luiz dos Santos (Paulo da Emater), da Unidade Operativa de Alagoa Grande, há três anos vem estudando o cultivo desta cultura implantando unidades demonstrativas em pequenas áreas, inclusive em espaço disponível no próprio escritório da empresa, constatando que os resultados são surpreendentes. Ele destaca as espécies de pimenta malagueta, habanero, jalapeno, dedo de moça e a pimenta de cheiro como as mais comuns recomendadas para o plantio pelos agricultores familiares.

Orientações – O técnico faz algumas orientações para quem deseja iniciar o cultivo de pimenta. Lembra que a pimenta é uma cultura que depende de atenção especial, principalmente às cultivadas em jarros. As orientações são de que a pimenta precisa de umidade pelos menos uma vez ao dia. Deve ser regada de forma que recebam água suficiente para o seu desenvolvimento, tendo o cuidado de não deixá-las encharcadas.

Também orienta que se deve repor a matéria orgânica (estrume) pelo menos uma vez por mês e recomenda para observar diariamente o desenvolvimento da plantação. “Se forem atacadas por pragas e doenças, imediatamente deve se fazer o controle destas pulverizando uma vez por mês utilizando um inseticida natural, além de realizar a poda das plantas eliminando os ramos velhos, principalmente após a colheita”, explicou Paulo. A orientação é para pulverizar com produtos naturais, de modo que o plantio não tenha a presença de produtos químicos.

Vantagens – A pimenta traz benefícios à saúde. O sabor da pimenta é principalmente encontrado na parte mais externa da planta. Muito pouco na parte interna das sementes.

O técnico lembra que o que torna a pimenta um condimento é seu pigmento chamado “carotenóide”, responsável pela cor característica delas. A cor é um dos elementos mais importantes na com posição de um prato.

Poucas comidas são mais estimulantes visualmente que um prato com pimentas suculentas de várias cores, quais sejam: vermelha, verde, amarela, marron, laranja e púrpura.

O poder nutricional e medicinal faz da pimenta um alimento muito saudável. Seu sabor ardente deve-se a uma substância com propriedades analgésicas e energéticas. Rica em vitaminas, a pimenta também favorece a redução de coágulos no sangue, pois é vasodilatador.

Nas suas propriedades medicinais, a pimenta estimula a produção de endorfina no cérebro, hormônio que produz a sensação de bem estar, apresentando ação antioxidante, antiinflamatório e anticancerígeno, afora reduzir o apetite, sendo benéfica ao tratamento da obesidade.