Fale Conosco

16 de fevereiro de 2012

Crianças do Arlinda Marques caem na folia durante festinha de Carnaval



Cerca de 60 crianças do Hospital Infantil Arlinda Marques, que integra a rede hospitalar do Estado, participaram, na tarde desta quinta-feira (16), dos festejos de Carnaval promovidos pela unidade. Ao som de marchinhas e frevos, as crianças se enfeitaram com máscaras, fantasias e outros adereços caíram na folia, superando os problemas da doença e o estresse da internação.

A diretora administrativa do Arlinda Marques, Aline Nery, destacou a importância de eventos como esse. “É muito bom ver a alegria estampada no rosto dessas crianças, que muitas vezes sofrem e choram por causa do problema de saúde que estão enfrentando. Essa alegria nos motiva a continuar com o trabalho de humanização”, disse.

Para a psicóloga Amazonina Dantas, que integra o Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) do hospital, essa comemoração ajuda a minimizar os problemas relacionados com a doença, como também favorece a adesão ao tratamento. “A criança no hospital não está doente por completo, e temos que explorar o seu lado bom, sadio”, destacou a psicóloga.

A coordenadora do GTH, Graça Targino, disse que as máscaras e outros adereços usados pelas crianças foram frutos de doação dos funcionários e de pessoas externas. Ela explicou que o evento contou com a participação de vários setores, como o setor de pedagogia e do grupo de animação Anjos da Enfermagem, composto por funcionários do próprio hospital. Graça disse ainda que o hospital realiza atividades em datas comemorativas (como Dia das Mães, Dia dos Pais, Páscoa, São João e Natal) no intuito de estimular a autoestima  e  o sorriso das crianças.

A doméstica Dalvina Santos Silva, mãe da garota Samara Pinheiro Santos Silva, de apenas 5 anos, disse que fica feliz ao ver a filha sorrindo e contente. “É uma brincadeira muito boa, pois diminui a ansiedade das crianças”, ressaltou. Segundo ela, a menina está internada com problema renal e sempre pede para ir embora.

A secretária Patrícia Carla da Costa Freitas estava muito feliz ao ver o filho Laedson Carlos Freitas da Silva, de 8 anos, brincando e sorrindo com os coleguinhas. “Enquanto ele está sim, fica mais tranquilo e esquece um pouco a vontade de voltar para casa”, disse. O garoto está internado por causa de um cisto no baço.