João Pessoa
Feed de Notícias

Criadores do Vale do Paraíba instalam sementeiras para produção de ração animal

quinta-feira, 18 de abril de 2013 - 16:42 - Fotos: 

Agricultores familiares de sete municípios que integram a região do Vale do Paraíba serão contemplados, neste sábado (20), com 120 mil raquetes de palma forrageira, que vão permitir implantar sementeiras de multiplicação de mudas e, assim, criar suporte de forragem para suprimento de ração animal em períodos de longas estiagens.  A solenidade será no município de Salgado de São Felix, às 9h, numa ação coordenada pela Emater.

A programação prevê a distribuição de 20 mil raquetes para Itabaiana, Salgado de São Félix, Mogeiro, Gurinhém, e 10 mil para São José dos Ramos e Ingá. Foi no município de Itabaiana onde o Governo do Estado lançou, em dezembro de 2012, o Programa de Distribuição de Palma Resistente, inicialmente com 10 mil mudas. As raquetes distribuídas, denominadas de ‘Palmepa PB1’, foram produzidas pela Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa), cultivadas nos campos de multiplicação da Estação Experimental de Lagoa Seca e Monteiro.

A Emater faz a orientação no manuseio das raquetes de palma entregue grátis aos produtores. No campo, as raquetes precisam passar oito dias na sombra depois do corte e, em seguida, poderão ser plantadas e irrigadas. Se um produtor plantar em um canteiro de um metro por dez metros, com espaçamento de dez centímetros, ele terá 1.000 mudas para plantar a cada 35 dias.

Na região de Itabaiana a Emater assiste a 3 mil agricultores de 12 municípios do Vale do Paraíba:  Mogeiro, Itatuba, Natuba, Juripiranga, Gurinhém, Riachão de Bacamarte, Salgado de São Félix,  São José dos Ramos, Pilar, Ingá, São Miguel de Taipu, além de Itabaiana. O coordenador regional da Emater, Paulo Emílio Carneiro, afirmou que serão implantadas sementeiras em comunidades rurais para instruir o agricultor no cultivo da palma.

No ano 2011, o Governo já tinha distribuído 500 mil raquetes da palma forrageira em todo o Estado, com o objetivo  de multiplicar a variedade ‘Palmepa PB1’ entre os pecuaristas. As mudas da palma forrageira são cultivadas nos campos de multiplicação da Estação Experimental da Emepa de Lagoa Seca e Monteiro. Depois, para suprir a necessidade, foram compradas raquetes que estão sendo repassadas para os criadores. A meta do Governo é garantir ração animal nos períodos de estiagem.

Outros municípios – Durante esta semana, estão sendo realizados vários eventos para a distribuição de raquetes de palma para agricultores familiares, numa ação coordenada pela Emater, que faz a seleção e acompanhamento dos criadores contemplados, segundo informou o presidente do órgão, Geovanni Medeiros.

Na quarta-feira (17), foi contemplada a região de Pombal, com a distribuição de 65 mil raquetes, beneficiando os municípios de Cajazeirinhas, Condado, Coremas, Lagoa, Paulista, São Bentinho, São Domingos de Pombal, Vista Serrana e Pombal. Conforme o calendário de distribuição da Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca nesta semana, além de Pombal, serão entregues raquetes de palma nos municípios de Catolé do Rocha, Guarabira e Salgado de São Félix.