Fale Conosco

15 de fevereiro de 2012

Criação de cadastro com lista de corruptos é destaque durante conferência em Dona Inês



A inserção da temática “Educação política” no currículo escolar e no projeto político-pedagógico (PPP), a formação específica para conselheiros setoriais e a criação de cadastro com relação de gestores corruptos foram algumas das diretrizes priorizadas durante a 1ª Conferência de Transparência e Controle Social em Dona Inês, no Curimataú paraibano.

O evento foi realizado nesta terça-feira (14), no Centro de Treinamento de Professores, com representantes de diversos setores da sociedade com o objetivo de debater e propor ações da sociedade civil no acompanhamento e controle da gestão pública, além do fortalecimento da interação entre a sociedade e o governo.

A palestra de abertura foi realizada pelo chefe de Gabinete da Casa Civil e presidente da Comissão Organizadora Estadual, Emmanuel Arruda.

O prefeito de Dona Inês, Antônio Justino (PSB), ressaltou o compromisso de sua gestão com a transparência pública: “O controle social é aliado da gestão, por isso eu tive a preocupação de convocar a Consocial no sentido de fazer com que nosso povo possa despertar para a fiscalização dos recursos e investimentos”, disse.

A conferência vem sendo realizada em todo o país e é uma etapa preparatória para a conferência estadual, prevista para os dias 15, 16 e 17 de março, em João Pessoa. Durante as atividades, os participantes elaboram 20 propostas e elegem delegados que representarão os respectivos municípios nas demais fases do evento.

Para o presidente da Câmara de Vereadores, José Hermes Alves (PSDB), a conferência valoriza a atuação da gestão municipal e beneficia a sociedade. “Eu só tenho a parabenizar a iniciativa do poder público pela realização dessa conferência, que valoriza o trabalho realizado na cidade. Todos saem ganhando, principalmente o povo”, afirmou.

As diretrizes apontadas das discussões entre os grupos temáticos são criadas a partir de quatro eixos: promoção da transparência pública e acesso à informação e dados públicos; mecanismos de controle social, engajamento e capacitação da sociedade para o controle da gestão pública; a atuação dos conselhos de políticas públicas como instâncias de controle; e diretrizes para a prevenção e o combate à corrupção. Elas embasarão a elaboração do Plano Nacional sobre Transparência e Controle Social.

“Essa conferência enfatiza a importância da correta utilização dos recursos públicos e propõe o engajamento da população com a transparência pública”, enfatizou a secretária executiva do Conselho Municipal do Idoso, Joseane Silva de Oliveira.

Na etapa estadual serão escolhidos 38 delegados que seguem para a conferência nacional, prevista para o período de 18 a 20 de maio, em Brasília. Maria José Bezerra e Maria Nízia de Araújo Lima foram os delegados eleitos em Dona Inês, representando a sociedade civil e os conselhos setoriais, respectivamente. Outras informações estão no endereço www.consocial.pb.gov.br ou nas redes sociais facebook.com /consocialparaiba e no twitter @consocialpb.