João Pessoa
Feed de Notícias

Cresce número de vítimas de acidentes de trânsito na Capital e Campina Grande

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012 - 18:30 - Fotos:  Thiago Cazone

O Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena realizou até o mês de novembro 7.877 atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito. O número já é 40,14% superior aos atendimentos realizados durante todo o ano passado, quando foram atendidas 5.621 vítimas de trânsito. A maioria sofreu acidentes de moto, totalizando 5.123 vítimas. Em Campina Grande a situação é ainda mais grave: de janeiro a outubro, foram contabilizados 8.096 atendimentos a vítimas de acidentes de moto no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes contra 7.804 realizados em todo ano de 2011, o que equivale a um crescimento de 3,74% em dez meses.

Os dados foram revelados nesta quarta-feira (19) pelo secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias, durante coletiva à imprensa, na sede da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal, no bairro do Cristo, em João Pessoa, ao lado dos representantes de todas as instituições que fazem parte da “Operação Rodovida Integrada”.

“Atualmente, 50% dos leitos destes dois hospitais estão ocupados com acidentados de motos. E a maioria tem ligação direta com a ingestão de álcool. Daí a importância de uma ação como esta que tem como um dos principais focos observar o cumprimento da Lei Seca”, disse Waldson Dias.

Para ele, é necessário que o trabalho de educação e prevenção, relacionado aos acidentes, seja contínuo, assim como a conscientização por parte da população, para diminuir o número de entrada de pacientes nos hospitais vítimas de acidentes de trânsito.

O secretário informou ainda que o Governo do Estado coloca à disposição  dos paraibanos vários hospitais e outros serviços de saúde prontos para atender a população, não só na área de traumatologia como também  em outras especialidades. Como unidades de referência na área de traumatologia, além dos Hospitais de Trauma de João Pessoa e Campina Grande, a Paraíba também dispõe dos  Hospitais Regionais  de Sousa, Patos e Cajazeiras. Todos contam com profissionais qualificados para atender a população  paraibana nas mais diversas especialidades.

Operação Rodovida Integrada – O foco da Operação Rodovida Integrada é a fiscalização de motos e da Lei Seca. Em 2012, foram registrados 1.171 acidentes nas rodovias federais da Paraíba envolvendo motociclistas, enquanto acidentes ocasionados por motoristas embriagados causaram a morte de 30 pessoas. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os 100 trechos mais críticos do país, com dez quilômetros cada, se somados correspondem a 1,4% da malha federal sob a responsabilidade da PRF-PB.

Nestes pontos, segundo a PRF-PB, aconteceram 27,6% dos acidentes e 11% das mortes registradas de janeiro a setembro de 2012. Na Paraíba, todos os pontos críticos elencados como prioritários pelo Governo Federal estão na BR-230. São três pontos incluídos entre os quilômetros de 10 a 40, trecho que vai das proximidades da Mata do Amém até o município de Santa Rita. Nesses locais estabelecidos como prioritários pelo Governo Federal, ocorreram 1.149 acidentes de trânsito, com 560 feridos e 13 mortes, no período de janeiro a setembro deste ano.

A Operação Rodovida Integrada envolve a Secretaria de Estado da Saúde (Ses), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Batalhão de Trânsito  da Capital (BPTran),  Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte  (Dnit), Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob) e  Policia Civil. A ação acontece de 15 de dezembro a 13 de fevereiro de 2013, período em que acontecem festas de natal, réveillon, férias escolares e carnaval, quando o número de acidentes de trânsito costuma aumentar. Neste ano a Operação Rodovida conta ainda com a participação de quatro Ministérios (Justiça, Saúde, Transportes e Cidades).

“A Operação nasceu no ano passado, em todo país, e consiste em juntar esforços dos diversos atores reguladores do trânsito para reduzir as mortes e os acidentes automobilísticos”, explicou a superintendente da PRF na Paraíba, Luciana Duarte.